Clean Up Your Own Backyard

Elvis Presley

Original Tradução Original e tradução
Clean Up Your Own Backyard

Back porch preacher preaching at me
Acting like he wrote the golden rules
Shaking his fist and speeching at me
Shouting from his soap box like a fool
Come Sunday morning he's lying in bed
With his eye all red, with the wine in his head
Wishing he was dead when he oughta be
Heading for Sunday school

Clean up your own backyard
Oh don't you hand me none of your lines
Clean up your own backyard
You tend to your business, I'll tend to mine

Drugstore cowboy criticizing
Acting like he's better than you and me
Standing on the sidewalk supervising
Telling everybody how they ought to be
Come closing time 'most every night
He locks up tight and out go the lights
And he ducks out of sight and he cheats on his wife
With his employee

Clean up your own backyard
Oh don't you hand me none of your lines
Clean up your own backyard
You tend to your business, I'll tend to mine

Armchair quarterback's always moanin'
Second guessing people all day long
Pushing, fooling and hanging on in
Always messing where they don't belong
When you get right down to the nitty-gritty
Isn't it a pity that in this big city
Not a one a'little bitty man'll admit
He could have been a little bit wrong

Clean up your own backyard
Oh don't you hand me, don't you hand me none of your lines
Clean up your own backyard
You tend to your business, I'll tend to mine

Clean up your own backyard
You tend to your business, I'll tend to mine

Cuide do Seu Próprio Quintal

Pregador de varanda pregando para mim
Agindo como se tivesse escrito as regras sagradas
Sacudindo seus punhos e me fazendo sermão
Gritando de cima de sua caixinha de maçãs como um tolo
Chega a manhã do domingo e ele está deitado na cama
Com os olhos vermelhos, com o vinho na sua cabeça
Desejando estar morto quando ele deveria estar
Indo para a Escola Dominical

Cuide do seu próprio quintal
Oh, não me venha com nenhuma dessas bobagens
Cuide do seu próprio quintal
Você cuida da sua vida, eu cuido da minha

Cowboy de farmácia criticando
Agindo como se fosse melhor do que você e eu
Parado na calçada, supervisionando
Dizendo a todos como deveriam ser
Chega a hora de fechar, quase toda noite
E ele tranca tudo e desliga as luzes
E ele sai de vista, e ele trai sua esposa
Com sua funcionária

Cuide do seu próprio quintal
Oh, não me venha com nenhuma dessas bobagens
Cuide do seu próprio quintal
Você cuida da sua vida, eu cuido da minha

Zagueiro de cadeira de balanço, sempre reclamando
Duvidando de todo mundo o dia todo
Empurrando, se engraçando e se atrelando
Sempre mexendo onde não é chamado
Quando você chega até o ponto certo da questão
Não é uma pena que nesta cidade grande
Nenhum homenzinho vai admitir
Que ele poderia estar um pouco errado?

Cuide do seu próprio quintal
Oh, não me venha, não me venha com nenhuma dessas bobagens
Cuide do seu próprio quintal
Você cuida da sua vida, eu cuido da minha

Cuide do seu próprio quintal
Você cuida da sua vida, eu cuido da minha


Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog