Magpie

Ella Hunt

Original Tradução Original e tradução
Magpie

There's a man on a street
With a wide stance and a gun
He's wearing a face mask and I ask
If he has an extra one?

He says not for today
Now, please, step back 6ft away
I wish he'd ask me how I was doing
I wish I could say okay

But even the cobbles are lonely today
The city that never sleeps is sleeping

I saw a magpie out my window
I thought 'bad lucky'
And then another came along

I discard my superstitions
When they don't work out my way
I'm decidedly blue
And blue is how I will stay

Until the streets are filled with people
Who hug and touch and say hello
Until the only feel that exists
Is a fear we already know

Not a fear that silently closes
Every bar, every public room
Just bone breaks and cancer
And the usual doom and gloom

Even lady liberty silently cries
The city that never sleeps is closing her eyes

Until the streets are filled with people
Who hug and touch and say hello
Until the only feel that exists
Is a fear we already know

Not a fear that silently closes
Every bar, every public room
Just bone breaks and cancer
And the usual doom and gloom

Even the cobbles are lonely today
The city that never sleeps is sleeping
Even lady liberty silently cries
The city that never sleeps is closing her eyes

Pega

Há um homem na rua
Com uma postura ampla e uma arma
Ele está usando uma máscara e eu pergunto
Se ele tem uma extra

Ele diz que hoje não
Agora, por favor, afaste-se 6 pés de distância
Eu gostaria que ele me perguntasse como eu estava
Eu gostaria de poder dizer tudo bem

Mas até as pedras estão solitárias hoje
A cidade que nunca dorme está dormindo

Eu vi uma pega pela minha janela
Eu pensei 'má sorte'
E então outra veio

Eu descarto minhas superstições
Quando eles não funcionam do meu jeito
Estou decididamente triste
E triste é como eu vou ficar

Até as ruas estarem cheias de pessoas
Que abraçam, tocam e dizem olá
Até que a única sensação que exista
Seja um medo que já conhecemos

Não um medo que silenciosamente fecha
Todo bar, toda sala pública
Só ossos quebrados e câncer
E a desgraça e tristeza de sempre

Até a senhora liberdade chora silenciosamente
A cidade que nunca dorme está fechando os olhos

Até as ruas estarem cheias de pessoas
Que abraçam, tocam e dizem olá
Até a única sensação que exista
Seja um medo que já conhecemos

Não um medo que silenciosamente fecha
Todo bar, toda sala pública
Só ossos quebrados e câncer
E a desgraça e tristeza de sempre

Até as pedras estão solitárias hoje
A cidade que nunca dorme está dormindo
Até a senhora liberdade chora silenciosamente
A cidade que nunca dorme está fechando os olhos

Enviada por Marina e traduzida por Julie.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Ella Hunt

Ver todas as músicas de Ella Hunt