Agarradinha

Eliane Camargo

Sanfoneiro, toque um forró lascado
Desses de arrasar
O povo tá tenso, o candeeiro aceso
Vamos começar

Senta a ripa, zabumbeiro
No repique, o piongueiro bota pra quebrar
No calor da umbigada
Bate coxa entremiada até o sol raiar

Que forró danado, sô
É o forró do povo
A gente toma um porre
O suor escorre e a gente quer de novo

Que forró danado, sô
É o forró do povo
A gente toma um porre
O suor escorrer e a gente quer de novo

Feito mão e luva, danço agarradinha
Pra não desgrudar
A coisa penica, quem tá fora, fica
Sem poder entrar

Quem entende essa fritura
Bota os pés nessa mistura
Sem se machucar

O corpo da gente gira
É um tal de põe e tira
Até o dia clarear

Composição: Paiva
Enviada por Anderson.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog