É No Pouco

Eliã Oliveira

Certa mulher
De um discípulo dos profetas
Clamou, Eliseu: Meu marido morreu!
Sei que o conhecias, pois ele servia com temor a Deus
Mas agora só somos os meus filhos e eu (oh)

Profeta, eu não tenho ninguém
Não conheço alguém que responda por mim
Não bastando meu luto, um credor tem feito ameaças a mim
Me cobrando uma dívida que não fui eu quem fiz

E com ameaças quer me intimidar
Meus dois filhos levar pra quitar o valor
Não sei o que fazer, nem a quem recorrer
Eliseu, por favor, me traz uma resposta!

O que hei de fazer, ó mulher?
O que tu tens em casa?
Eu nem sei te dizer, meu senhor, pois eu não tenho nada
Só uma botija, um pouco de azeite
Mas não vai dar pra pagar o que devo pra ele

Pede aos teus vizinhos vasos emprestados
E com a botija, encha de um por um os vasos
E o pouco que tu tens em casa
Hoje será multiplicado

E assim fez a mulher, como disse o profeta
Foi enchendo as vasilhas e pra sua surpresa
O azeite não acaba, então traga mais
Na matemática de Deus, menos com mais, é mais

E não faltava azeite enquanto tinha nas vasilhas
Foi mais que o suficiente pra pagar a dívida
Não precisa mais levar os seus filhos
Era pouco, mas com pouco foi resolvido

É no pouco que Ele trabalha
É o pouco que Deus multiplica
É pouquinho, mas Deus tem profeta
Pra usar na Terra e encher vasilha

É pouquinho, mas Deus vai fazer
É pouquinho, mas Deus vai usar
O teu pouco vai fazer crescer
Vais pagar, vais vender e ainda sobrar

É no pouco que tu tens que Deus vai trabalhar
Vai entrar com providência dentro do teu lar
Vai ter vaso de azeite sobrando
As vasilhas todas transbordando
Tu vendendo, pagando e doando
É na crise, tu banqueteando

E os teus vizinhos irão perguntar
Como foi? Como é? Como aconteceu?
Como você pode explicar?
Isso não tem uma explicação
Somente Deus é quem pode usar
O pouco que sobrou
E desse pouco multiplicar!

É no pouco que Ele trabalha
É o pouco que Deus multiplica
É pouquinho, mas Deus tem profeta
Pra usar na Terra e encher vasilha

É pouquinho, mas Deus vai fazer
É pouquinho, mas Deus vai usar
O teu pouco vai fazer crescer
Vais pagar, vais vender e ainda sobrar

É no pouco que tu tens que Deus vai trabalhar
Vai entrar com providência dentro do teu lar
Vai ter vaso de azeite sobrando
As vasilhas todas transbordando
Tu vendendo, pagando e doando
É na crise, tu banqueteando

E os teus vizinhos irão perguntar
Como foi? Como é? Como aconteceu?
Como você pode explicar?
Isso não tem uma explicação
Somente Deus é quem pode usar
O pouco que sobrou
E desse pouco multiplicar
Multiplicar, multiplicar, multiplicar!

Composição: Jonathan Paes / Neto de Carvalho
Enviada por Pablo. Revisões por 7 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Eliã Oliveira

Ver todas as músicas de Eliã Oliveira