Desperta Tu Que Dormes

Elaine Martins

Amanhã talvez o sol não apareça mais
Amanhã talvez você não veja mais seus pais
E a Terra entre em tribulação
E não haja outra chance, não haja salvação

Pode Imaginar
As sete taças da ira de Deus se derramar
Pode Imaginar
A lua de sangue aparecer no céu

Fome, peste, guerra
O silêncio da morte a Reinar
Será tarde pra mudar, lembre-se hoje

Pecado ainda é pecado, lembre-se hoje
O oculto será revelado, a hora está chegando
Não há tempo a perder, acorda desse sono
E ouça o Espírito de Deus a te dizer

“Desperta tu que dormes, desperta sem demora
Quem ganha o mundo perderá a alma
Desperta tu que dormes, hoje é tua chance
Perto está o fim”

Amanhã talvez o sol não apareça mais
Amanhã talvez você não veja mais seus pais
E ao sair na rua cairá em si, você não subiu

Pode Imaginar
As sete taças da ira de Deus se derramar
Pode Imaginar
A lua de sangue aparecer no céu

Fome, peste, guerra
O silêncio da morte a Reinar
Será tarde pra mudar, lembre-se hoje

Pecado ainda é pecado, lembre-se hoje
O oculto será revelado, a hora está chegando
Não há tempo a perder, acorda desse sono
E ouça o Espírito de Deus a te dizer

Desperta tu que dormes, desperta sem demora
Quem ganha o mundo perderá a alma
Desperta tu que dormes, hoje é tua chance
Perto está o fim

Vida ou morte o que vais escolher?
Vida ou morte, não há tempo a perder
Céu ou inferno, vida ou morte, luz ou escuridão?

Desperta tu que dormes, desperta sem demora
Quem ganha o mundo perderá a alma
Desperta tu que dormes, hoje é tua chance
Perto está o fim

Perto está o fim
Perto está o fim
Perto está o fim

Composição: Josias Teixeira / Junior Maciel
Enviada por Everson. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Elaine Martins

Ver todas as músicas de Elaine Martins