Acostumado

Eduardo Marques

Eu, você nem imagina que tristeza
Quando sento em minha mesa
Ficou vago o seu lugar
Ou se exploro o quarto que silencioso

Foi um tempo tão vaidoso
Tinha flores pra enfeitar
O chão que era um espelho
Está embaçado e o meus ternos mal dobrados

Tanta coisa sem lugar, pra você ver
Por nós dois tão covarde separados
O que fica assim errado
Sem ter culpa de ficar

E então eu lhe deixo aberto a minha porta
E te esperar a sua volta
Deixo tudo como está

Pois mesmo que eu me visse obrigado
Não ficava acostumado com outra no seu lugar

Composição: Eduardo Marques
Enviada por Helio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Eduardo Marques

Ver todas as músicas de Eduardo Marques