Un refrain courait dans la rue

Édith Piaf

Original Tradução Original e tradução
Un refrain courait dans la rue

Dans un amour faut de la fierté
Pouvoir se taire, de la dignité
Savoir partir au bon moment
Cacher son mal en souriant
Et je me disais en marchant
Que j'avais su partir à temps
Si mon coeur est désespéré
Il ne m'aura pas vu pleurer

Un refrain courait dans la rue
Bousculant les passants
Qui se faufilait dans la cohue
D'un petit air engageant
J'étais sur son passage
Il s'arrêta devant moi
Et me dit d'être sage
"Tu es triste, mon Dieu, pourquoi?
Viens, et rentre dans ma chanson
Il y a de beaux garçons…
Jette ton chagrin dans le ruisseau
Et tourne-lui le dos..."

Il faut que ton couplet soit gai
Alors parlons du mois de mai
Des arbres en robe de lilas
Et de l'été qui pousse en tas
Y a des violettes, un balcon
Un vieux poète chante une chanson
Ma robe est tachée de soleil
Je le garde pour mes réveils

Un refrain courait dans la rue
Bousculant les passants
Qui se faufilait dans la cohue
D'un petit air engageant
Les gens sur son passage
Se regardaient l'air surpris
Cessaient leurs bavardages
"Quel est donc ce malappris?"
Oui, mais l'air était entraînant
Et les mots engageants
Et surtout, il y avait dedans
Du rire à bout portant…

Si cet air qui court dans la rue
Peut chasser vos tourments
Alors entrez dans la cohue
Y a de la place en poussant…

Um Refrão Correndo Pela Rua

Em um amor se orgulha
Capaz de manter o silêncio, da dignidade
Aprenda com o tempo
Ocultar seu sorriso maligno
E eu pensava ao andar
Eu sabia desde o tempo
Se o meu coração está desesperado
Ele não tem me visto chorar

Um refrão correndo pela rua
Pedestres disputam
Quem caiu no meio da multidão
De um pequeno ar envolvente
Eu estava a caminho
Ele parou diante de mim
E disse-me para ser sábio
"Você está triste, meu Deus, por quê?
Venha entrar na minha canção
Há meninos lindos ...
Lance suas tristezas no riacho
E transforma-lo de volta ... "

Precisamos do seu verso é alegre
Então falou do mês de maio
Árvores em vestido lilás
E no verão que crescem em montes
Há violetas , uma varanda
Um velho poeta canta uma canção
Meu vestido está manchado com o sol
Eu o mantive para o meu reveilion

Um refrão correndo pela rua
Pedestres disputam
Quem caiu no meio da multidão
De um pequeno ar envolvente
As pessoas em seu caminho
Olharam para o ar surpreendidos
Cessaram a sua fofoca
"O que é isso falta de educação?"
Sim, mas o ar estava causando
E envolveram as palavras
Acima de tudo, ele estava dentro
Risos de perto ...

Se este ar que atravessa a rua
Pode perseguir os seus problemas
Em seguida, na multidão
Há um lugar, se empurrando ...

Composição: http://www.allmusic.com/artist/mn0000150629 / Robert Chauvigny
Enviada por Luciana e traduzida por Jooao. Revisão por lucas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Édith Piaf

Ver todas as músicas de Édith Piaf