Le Chevalier de Paris

Édith Piaf

Original Tradução Original e tradução
Le Chevalier de Paris

Le grand chevalier du coeur de Paris
Se rappelait plus du goût des prairies
Il faisait la guerre avec ses amis
Dedans la fumée
Dedans les métros
Dedans les pavés
Dedans les bistrots
Il ne savait pas qu'il en était saoul
Il ne savait pas qu'il dormait debout
Paris le tenait par la peau du cou

Ah! Les pommiers doux
Rondes et ritournelles
J'ai pas peur des loups
Chantonnait la belle
Ils ne sont pas méchants
Avec les enfants
Qu'ont le coeur fidèle
Et les genoux blancs

Sous un pommier doux, il l'a retrouvée
Croisant le soleil avec la rosée
Vivent les chansons pour les Bien-aimées
Je me souviens d'elle au sang de velours
Elle avait des mains qui parlaient d'amour
Et tressait l'argile avec les nuages
Et pressait le vent contre son visage
Pour en exprimer l'huile des voyages

Ah! Les pommiers doux
Rondes et ritournelles
J'ai pas peur des loups
Chantonnait la belle
Ils ne sont pas méchants
Avec les enfants
Qu'ont le coeur fidèle
Et les genoux blancs

Adieu mon Paris, dit le chevalier
J'ai dormi cent ans, debout sans manger
Les pommes d'argent de mes doux pommiers
Alors le village a crié si fort
Que toutes les filles ont couru dehors
Mais le chevalier n'a salué qu'elle
Au sang de velours, au coeur tant fidèle
Chevalier fera la guerre en dentelles

Ah! Les pommiers doux
Rondes et ritournelles
J'ai pas peur des loups
Chantonnait la belle
Ils ne sont pas méchants
Avec les enfants
Qu'ont le coeur fidèle
Et les genoux blancs

O Cavaleiro de Paris

O grande cavaleiro do coração de Paris
Se lembrou mais do gosto dos prados
Ele fazia guerra com seus amigos
Dentro da fumaça
Dentro do metrô
Dentro das pavers
Dentro dos bistrôs
Ele não sabia que ele estava bêbado
Ele não sabia que estava dormindo
Paris segurou-o pela pele do pescoço

Ah! Macieiras doces
Danças e músicas alegres
Eu não tenho medo de lobos
Cantarolou a bela
Eles não são ruins
Com as crianças
Que tem o coração fiel
E os joelhos brancos

Debaixo de uma macieira doce, ele a reencontrou
Atravessando o sol com o orvalho
Viva as canções para os bem-amados
Eu me lembro dela com sangue aveludado
Ela tinha mãos que falavam de amor
E trançou o barro com as nuvens
E pressionou o vento contra seu rosto
Para expressar o óleo das viagens

Ah! Macieiras doces
Danças e músicas alegres
Eu não tenho medo de lobos
Cantarolou a bela
Eles não são ruins
Com as crianças
Que tem o coração fiel
E os joelhos brancos

Adeus minha Paris, disse o cavaleiro
Eu dormi cem anos, permanecendo sem comer
As maçãs das minhas doces macieiras
Então a aldeia gritou tão alto
Que todas as garotas acabaram fora
Mas o cavaleiro não a cumprimentou com ela
Sangue de veludo, coração tão fiel
Cavaleiro vai fazer a guerra de renda

Ah! Macieiras doces
Danças e músicas alegres
Eu não tenho medo de lobos
Cantarolou a bela
Eles não são ruins
Com as crianças
Que tem o coração fiel
E os joelhos brancos

Composição: Angele Marie T. Vannier / M. Phillippe-Gerard
Enviada por Luciana e traduzida por Rafael. Revisão por Rafael.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Édith Piaf

Ver todas as músicas de Édith Piaf