Castillo de Cera

Dvicio

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

Castillo de Cera

Mi piano ya no tiene teclas negras
Se han teñido y ahora no las puedo ver
Se camuflan como el blanco de las cebras
Que de noche no se ve

Quién te ha dicho que me gustan los espejos
Si reflejan lo que todos pueden ver
Mejor clávame los ojos si es por dentro
Y no te asustes si esta vez

Descubres tu enemigo mirándote el ombligo
Eres tú nadie más no lo busques fuera
Adictos al peligro que tiene romper con los esquemas

Y yo que todo lo muerdo
Y tu castillo de cera
Verás que el fuego en el cuerpo
No siempre te quema

Estás tan viva por dentro
Y yo tan roto por fuera
Yo soy color blanco y negro
Y tú mi acuarela
Y tú mi acuarela

Donde busco cuando no me quedan fuerzas
Donde nace tanta vida y tanta fe
Hay preguntas que ahora no tienen respuesta
Y luego entiendes el porqué

Me da miedo no dar con la melodía
Que me tiene todo el día persiguiendo esta canción
Es mi forma de quererte que ironía
Mira que contradicción

Descubres tu enemigo mirándote el ombligo
Eres tú nadie más no lo busques fuera
Adictos al peligro que tiene romper con los esquemas

Y yo que todo lo muerdo
Y tu castillo de cera
Verás que el fuego en el cuerpo no siempre te quema, no
Estás tan viva por dentro
Y yo tan roto por fuera
Yo soy color blanco y negro
Y tú mi acuarela
Y tú mi acuarela

Castelo de cera

Meu piano não tem mais teclas pretas
Eles foram tingidos e agora eu não posso mais vê-los
Eles se camuflam como o branco das zebras
Que você não pode ver à noite

Quem te disse que eu gosto de espelhos
Se eles refletirem o que todos podem ver
Melhor enfiar meus olhos se estiver dentro
E não se assuste se desta vez

Você descobre seu inimigo olhando para o seu umbigo
É você, mais ninguém, não procure lá fora
Viciado no perigo que tem que quebrar os esquemas

E eu mordo tudo
E seu castelo de cera
Você verá que o fogo no corpo
Nem sempre te queima

Você está tão vivo por dentro
E eu estava tão quebrado por fora
Eu sou preto e branco
E voce minha aquarela
E voce minha aquarela

Para onde procuro quando não tenho mais forças?
Onde tanta vida e tanta fé nasce
Existem questões que agora não têm resposta
E então você entende porque

Tenho medo de não encontrar a melodia
Isso me fez perseguir essa música o dia todo
É a minha maneira de te amar, que ironia
Veja que contradição

Você descobre seu inimigo olhando para o seu umbigo
É você, mais ninguém, não procure lá fora
Viciado no perigo que tem que quebrar os esquemas

E eu mordo tudo
E seu castelo de cera
Você verá que o fogo no corpo nem sempre te queima, não
Você está tão vivo por dentro
E eu estava tão quebrado por fora
Eu sou preto e branco
E voce minha aquarela
E voce minha aquarela


Posts relacionados

Ver mais no Blog