Tais Toi Mon Coeur

Dionysos

Original Tradução Original e tradução
Tais Toi Mon Coeur

Pour moi c'est l'heure de foutre à la poubelle
Mon cœur en bois et pour de bon
C'est le crane serti d'étincelles
Que je viens donner ma démission

Allez les oiseaux de mon corps
Fermez vos belles gueules à passion
Les accidents d'amour à la pelle
Ne m'ont pas toujours donné raison

Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Oh, tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Moi j'connais seulement celui qui s'emballe

Je me fabrique un cœur de pierre
Pour devenir un grand garçon
Celui dont tu serais fier
Et pourrais tenir une maison

Mais un beau jour comme ça tu te lève
Avec une idée à la con
Fouiller souvenirs et les rêves
Dans la poubelle à passion

J'ai des fissures
Dans mes chaussures
C'est à coup sûr
Mon cœur de pierre
Qui me fait des tremblements de terre
Tais-toi mon cœur

Tais-toi mon cœur, mon cœur c'est toi
Je croyais que tu t'étais tué et elle
Ne se souviendra pas de toi
D'ailleurs c'est pas la peine
De se briser comme ca
Tu vas encore lui faire peur
Oh tais-toi mon cœur, tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Ecoutes moi, je ne te reconnais pas
Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Ecoutes moi, je ne te reconnais pas
Oh, tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Oh, tais-toi mon cœur, je ne te reconnais pas
Je ne te reconnais pas

Silencie Meu Coração

Está na minha hora de entrar no lixo
Meu coração de madeira, felizmente,
É o crânio com faiscas
Que tenho no meu abandono.

Avante, pássaros do meu corpo
Fechem os seus belos bicos de paixão
Acidentes de amor à dezenas
Nunca me dão sentido.

Refrão:
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Oh Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Eu, eu sou o único que se deixa levar.

Eu fabriquei para mim um coração de pedra
Para se tornar rapaz crescido
Aquele que você ficaria orgulhosa
E viveria junto.

Mas um dia ensolarado como este você se levantar
Com uma idéia entupida
De memórias profundas e sonhos.
No lixo da paixão.

Refrão

Tenho rachaduras
No sapatos.
É, certamente,
Meu coração de pedra
Me faz terremotos.
Silencie meu coração.

Silencie meu coração, meu coração, esse é você.
Pensei que tivesse se calado e ela
Não lembraria de você.
Além disso, não vale a pena
Se quebrar assim
Você vai assusta-la outra vez
Oh Silencie meu coração, silencie meu coração-eu não te reconheço.
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Me escute,-eu não te reconheço.
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Me escute,-eu não te reconheço.
Oh Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Oh Silencie meu coração,-eu não te reconheço.
Eu não te reconheço.

Composição: Dionysos / Mathias Malzieu
Enviada por anna e traduzida por cristiano. Revisão por cristiano.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog