Anaconda

Diogo Paródias

A cobra já subiu
A cobra já subiu
A cobra já subiu
Assim que ela te viu
Eita desgrama

Estamos falando da titia conda
Geralmente ela é escura
E também muito grandona
Dizem que vive, geralmente, pelo meio do mato
É muito perigosa
É um encontro indesejado

Olha ela saindo do rio
Nossa, que perigosa!
Ela te viu
Muito cuidado pois
Ela sumiu
Olha o bote!
Puta que pariu

Parece um tronco de madeira!
Cadê ela?
Eu não sei
Só não vá dizer que eu não te avisei
Ai que medo
Ai socorro
Ela pega todo mundo, então vamo correr, meu povo
Juro que quero correr
Mas hoje eu não vou conseguir
Se você ver minha mãe
Diga que eu não sou medrosa
Pois eu encarei de frente
Essa cobra perigosa

A cobra já subiu
A cobra já subiu
A cobra já subiu
Assim que ela te viu
Eita desgrama

Não acredito!
Isso tá errado
Essa cobra é safada
Só ataca pelo rabo
Não acredito!
Isso tá errado
Essa cobra é safada
Só ataca pelo rabo

Eu sei que falar é fácil
Mas agir é diferente
Sei que eu sou meio doida
Mas eu ainda sou gente
O medo bateu
E foi forte
E eu não resisti
Saí doida correndo
Que nem uma bayblade
E leri ui

Olha ela saindo do rio
Nossa, que perigosa!
Ela te viu
Muito cuidado pois
Ela sumiu
Olha o bote!
Puta que pariu

Parece um tronco de madeira!
Olha ela
Corre, gente!
Pela cara ela não está contente
Tropecei
Caí de novo
Ela pegou minha perna
E eu me embolei no morro
Eu saí correndo doida
E to gritando dentro do mato
Bati com a cara no galho
To com os olhos arranhado
To com a boca cheia de folha
E três toupeiras dentro do rabo

A cobra já subiu
A cobra já subiu
A cobra já subiu
Assim que ela te viu
Eita desgrama

Não acredito!
Isso tá errado
Essa cobra é safada
Só ataca pelo rabo
Não acredito!
Isso tá errado
Essa cobra é safada
Só ataca pelo rabo

Eu correndo no mato
Hahahahahahaha
Aaaaah, chega a dar pena
Eu correndo disso
Ah, coitado

Eu pensando que era uma monstra hedionda
Mas essa aí nem merece
Ser chamada de anaconda
Se fosse sapo eu diria que jogaram até sal
Porque essa coisa nem chega
A ser da grossura de um
De um pau!
Ahahahaha, ahahaha
Aaaaaaahahahahaha
Rrrrrrrrr
É melhor sair daqui, se eu mudar de ideia
Eu te pego, e te asso e te como!
Sobe, desce, empina e rebola
Ai, sobe, desce, empina e rebola

Oh, mas o que que é isso?
Oxe, me respeite!
Que coisa ridícula
A gente não pode dar o dedinho
Que a pessoa quer o braço todo
Tá que nem o leão do parque!

Composição: Diogo Parodias
Enviada por Hwga. Legendado por Iago. Revisão por Sophia.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Diogo Paródias

Ver todas as músicas de Diogo Paródias