Quantas vezes eu me perguntei o que é que estava eu fazendo ali.
Só pra poder tocar pra meia duzia, sé eu sei no que me envolvi.
Essa vida na estrada me ensinou que se pode tudo quando há paixão.
Se não fosse pelo rock com certeza eu estaria perdido num dia a dia qualquer.

Foram vinte e tantos anos pra me encontrar e poder descobrir,
Que na estrada, na batalha tudo pode acontecer, que tem que se sentir vivo pra poder sentir prazer.
Amigos vem e vão, reservados e cientes do lugar no coração.
Quero ir pra outra tour pra encontrar todo mundo de novo. Mês que vem eu to chegando ai.

Me sinto vivo quando eu grito e canto pra quem quiser ouvir.
Abro o meu coração e é demais ver você levantar a mão.
E cantar cada palavra que eu quis desabafar.
Mês que vem eu to ai...

É sempre tudo igual ver minha mãe quase surtar na hora de fazer a mala antes de sair pra viajar.
Minha namorada as vezes quer morrer, ainda bem que ela conseguiu me entender.
Mas no fim vale pena, ver na cara do meu pai, o orgulho e o sorriso de quem queria vir comigo.
Não se preocupe não. Pode por mais água no feijão, amanha eu volto pro jantar.

Me sinto vivo quando eu grito e canto pra quem quiser ouvir.
Abro o meu coração e é demais ver você levantar a mão.
E cantar cada palavra que eu quis desabafar.
Mês que vem eu to ai...

Vou cantar, gritar, sussurrar, vou tocar em cada lugar que eu chegar
Tenho certeza que aqui é meu lugar.

Composição: Bruno Peras / Márcio Rodrigues
Enviada por Michelle. Revisão por Victor.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog