O Rei da Cocada

Diego E Romualdo

Quando estou fraco estou forte,quando estou forte estou fraco
Quem acha que é o grande,pra Deus não passa de trapo
Tem gente que vive inchado,se achando o rei da cocada
Por muito que se aprende,perante a ciêcia de deus
O homem não sabe nada

Buscando sucesso e fama,aprendi falar bonito
Com o altar desconcertado,com deus não tem compromisso
Falando igual papagaio,pregando só emoção
Dizendo ser eloquente,enganando muita gente
Mais de deus não tem unção

Para o homem deus concede de sua sabedoria
Muitos tem se esquecido,sem ele nada teria
Vai se enchendo de orgulho,e perde o que deus lhe deu
Usando seu gabarito,sem a ação do santo espirito
Só prega o que aprendeu

Quem prega o santo evangelho,é preciso ter cuidado
Subindo a escada da fama,muitos tem escurregado
Pelos degraus da humildade,tem muito mais segurança
Vai subindo devagar,até na benção chegar
Não fadiga não se cansa

Composição: Pedrinho Da Viola
Enviada por Diego. Revisão por Diego.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog