Mi Princesa

David Bisbal

Original Tradução Original e tradução
Mi Princesa

Que milagro tiene que pasar para que me ames,
Que estrella de el cielo ha de caer para poderte convencer,
Que no sienta mi alma sola, quiero escaparme de este eterno anochecer.

Dice mucha gente que los hombres nunca lloran,
Pero yo he tenido qe volver a mi niñez una vez mas,
Me sigo preguntando,
Por que te sigo amando y dejas desangrando mis heridas.

No puedo colmarte ni de joyas ni dinero,
Pero puedo darte un corazón que es verdadero,
Mis alas en el viento, necesitan de tus besos,
Acompañame en el viaje que volar solo no puedo.

Y sabes que eres la princesa de mis sueños encantados,
Cuantas guerras he librado por tenerte aquí a mi lado
No me canso de buscarte, no me importaría arriesgarte
Si al final de esta aventura yo lograra conquistarte
Y he pintado a mi princesa, en un cuadro imaginario,
Le cantaba en el oído, susurrando muy despacio
Tanto tiempo he naufragado, y yo sé que no fué en vano,
No he dejado de intentarlo, por que creo en los milagros

Sigo caminado en el desierto de el deseo,
Tantas madrugadas he perdido en el recuerdo.
Viviiendo el desespero,
Muriendo en la tristeza por no ver cambiar ese destíno.

No puedo colmarte ni de joyas ni dinero,
Pero puedo darte un corazón que es verdadero,
Mis alas en el viento, necesitan de tus besos,
Acompañame en el viaje que volar solo no puedo.

Y sabes que eres la princesa de mis sueños encantados,
Cuantas guerras he librado por tenerte aquí a mi lado
No me canso de buscarte, no me importaría arriesgarte
Si al final de esta aventura yo lograra conquistarte
Y he pintado a mi princesa, en un cuadro imaginario,
Le cantaba en el oído, susurrando muy despacio
Tanto tiempo he naufragado, y yo sé que no fué en vano,
No he dejado de intentarlo, por que creo en los milagros

Minha Princesa

Que milagre tem que acontecer para que me ames,
Que estrela tem que cair para poder-te convencer,
Que não quero sentir a minha alma abandonada, quero fugir deste eterno anoitecer.

Diz muita gente que os homens nunca choram,
Mas eu tive que voltar a minha infância uma vez mais,
Continuo perguntando-me,
Porque continuo a amar-te se deixas sangrando as minhas feridas.

Não te posso encher nem de joias nem de dinheiro,
Mas posso-te dar um coração que é verdadeiro,
As minhas asas ao vento precisam dos teus beijos,
Acompanha-me na viagem pois não posso voar sozinho.

Sabes que és a princesa dos meus sonhos encantados,
Quantas guerras ganhei por te ter aqui a meu lado
Não me canso de te procurar, não importaria me arriscar
Se no final desta aventura eu conseguisse conquistar-te
Pintei a minha princesa, num quadro imaginário,
Cantava-lhe ao ouvido, sussurrando lentamente
Tanto tempo naufraguei e eu sei que não foi em vão
Eu não parei de tentar, porque eu acredito em milagres.

Sigo caminhando no deserto dos desejos,
Tantas madrugadas me perdi nas recordações.
Vivendo o desespero,
Morrendo na tristeza por não ver mudar o destino.

Não te posso encher nem de joias nem de dinheiro,
Mas posso-te dar um coração que é verdadeiro,
As minhas asas ao vento precisam dos teus beijos,
Acompanha-me na viagem pois não posso voar sozinho.

Sabes que és a princesa dos meus sonhos encantados,
Quantas guerras ganhei por te ter aqui a meu lado
Não me canso de te procurar, não importaria me arriscar
Se no final desta aventura eu conseguisse conquistar-te
Pintei a minha princesa, num quadro imaginário,
Cantava-lhe ao ouvido, sussurrando lentamente
Tanto tempo naufraguei e eu sei que não foi em vão
Eu não parei de tentar, porque eu acredito em milagres.

Composição: David Bisbal / Amaury Gutiérrez
Enviada por Amabile e traduzida por BaPe. Legendado por Kathleen. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog