Salvaje

Dalmata

Original Tradução Original e tradução
Salvaje

El Dalmation

Eeh
Ella lo que le
Ella lo que le gusta es janguiar cantar
Pa desupues pichar
Con una guillaera bestial brutal
Pero como yo no me la dejo montar

Me la vo a llevar
Sin titubiar
Con una guillaera bestial brutal
Le vo a dar
De lo que la pone loca
De lo que se deje y deje
En su boca en su mano o en su ropa

Un poco de lo que le toca
Después
Un bombom pa su boca
Y que no se haga la loca
Ella quiere
Que no se haga la loca
Q ya yo se q ella le gusta el bombom
Los hombre fácil
Pero con billete ma pa los bisness
En la raya la aniquilen
Pero q no la vigilen ni la velen
Que no la celen q ella es grande ya

La tengo chekia
La vigilancia le tengo montada
Pa llevarmela esperando q caiga
Que a la hora de la verdad no se me
No se me heche pa atrasalvaje, salvaje
Mirala mirala mirala como mata
Con to lo q le dio su mama
Con to lo q le dio su mama

Elegante, tan bonita
Tan radiante tan brillante
Como diamante, facinante
Le gusta que al oído le cante
Demente ma, de frente
Le pego el diente facilmente
Y la hago que se sienta sedienta
De sexo!
Sin gastarme un mellon
Sin gastarme un peso
Soy un caripelao y por eso le digo

Mami vente conmigo
Kiero ser tu amante
Pal carajo lo de amigo
No kiero beber contigo
Ni bailar contigo
Yo kiero dormir contigo
Pa despertar contigo

Ella tiene algo
Que me saca lo de sato
Y lo de palgo
De caballo me salgo
Y le dicen la indomable
Dejemela a mi q yo de ella me encargo
La monto en la bici la llevo pa casa
Easy muy fácil
Después por la mañana la devuelvo en taxi
Eso es así

Ee ee
A lo broke
A lo broke

Ee ee
A lo broke
Easy muy fácil
Después por la mañana la devuelvo en taxi

A lo broke, salvaje, salvaje
Mirala mirala mirala como mata
Con to lo q le dio su mama
Con to lo q le dio su mama, elegante, tan bonita
Tan radiante tan brillante
Como diamante, facinante
Le gusta que al oído le cante
Demente
Salvaje, salvaje
Salvaje, salvaje

Selvagem

El Dalmation

Eeh
Ela o que
Ela gosta sair e cantar
Para depois transar
Com um orgulho tremendo e brutal
Mas como eu não a deixo andar

Vou levar
Sem hesitação
Com um orgulho tremendo e brutal
Vou dar
O que a deixa louca
O que sobrar e deixar
Em sua boca em sua mão ou em sua roupa

Um pouco do que a toca
Depois
Um bombom na sua boca
E não seja louca
Ela quer
Que não seja louca
Que eu sei que ela gosta do bombom
O homem fácil
Mas com dinheiro para os negócios
Em uma linha desmantela
Mas não a observe ou assista a ela
Não deixe que ela saiba que ela é ótima

Eu tenho que ver
A vigilância que montei
Para me levar esperando que caia
Que no momento da verdade eu não sei
Não me leve por um selvagem, selvagem
Olhe para ela, olha, olha só como ela arrasa
Como tudo que sua mãe lhe deu
Como tudo que sua mãe lhe deu

Elegante, tão bonita
Tão radiante tão brilhante
Como um diamante, fascinante
Ele gosta de cantar no ouvido
Insano, enfrentando
Eu enfio o dente facilmente
E eu a faço sentir sede
De sexo!
Sem gastar um tustão
Sem gastar um real
Eu sou um safado e é por isso que eu digo

Gata, vem comigo
Eu quero ser seu amante
Que caralho de amigo
Eu não quero beber com você
Nem dançar com você
Eu quero dormir com você
Para acordar com você

Ela tem algo
Que me deixa puto
E tarado
Estou saindo de cavalo
Eles a chamam de indomável
Deixe-a comigo, dela eu me encarrego
Subo na bicicleta e a levo para casa
Fácil muito fácil
Depois, pela manhã a devolvo em um taxi
Isso é assim

Ee ee
Eu quebrei
Eu quebrei

Ee ee
Eu quebrei
Fácil muito fácil
Depois, pela manhã a devolvo em um taxi

Eu quebrei, selvagem, selvagem
Olhe para ela, olha, olha só como ela arrasa
Como tudo que sua mãe lhe deu
Como tudo que sua mãe lhe deu, elegante, tão bonita
Tão radiante tão brilhante
Como um diamante, fascinante
Ele gosta de cantar no ouvido
Insano
Selvagem, selvagem
Selvagem, selvagem


Posts relacionados

Ver mais no Blog