LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Gitana

Willie Colon

Gitana

Por si un día me muero
Y tú lees este papel
Que sepas lo mucho que te quiero
Aunque no te vuelva a ver

Gitana, Gitana
Gitana, Gitana
Tu pelo, tu pelo
Tu cara, tu cara

Sé que nunca fuiste mía
Ni lo has sido, ni lo eres
Pero de mi corazón
Un pedacito tú tienes
Tú tienes, tú tienes, tú tienes, tú tienes

Gitana, Gitana
Gitana, Gitana
Tu pelo, tu pelo
Tu cara, tu cara

Porque sabes que te quiero
No trates de alabarme tú
Pues lo mismo que te quiero
Soy capaz hasta de odiarte yo

Y tengo celos del viento porque acaricia tu piel
De la Luna que miras
Del Sol porque te calienta
Yo tengo celos del agua
Y del peinecito que a ti te peina

Y por los celos, los celos, los celos
A mí el corazón me arde, me arde
Y por los celos, los celos, los celos
A mí el corazón me arde, me arde

Las palabras son de aire, y van al aire
Mis lágrimas son agua, y van al mar
Cuando un amor se muere
Sabes chiquita a dónde va
Sabes chiquilla a dónde va

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

La nota es porque es imposible seguir viviendo esta agonía
Quiero que sepas lo que yo siento
Aunque nunca podrás ser mía

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento (Yo te siento)
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Las manos se me sudaban, el pecho me palpitaba
Loco, enamorado
Y tú nunca sabías nada

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento (Lo siento)
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Anoche vi en tus ojos que me querías, y te bese
Saboreando tus labios dulces
Y abrazando la almohada, me desperté

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento (Te quiero)
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Bien sé que tú, yo bien sé que tú, yo bien sé que tú
Ni te has dado cuenta de este muchacho
"Al que madruga Dios lo ayuda"
Y eso espero, pues me paso toda la noche por ti desvelado

Ay na' ma'
Tócamelo

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Solo, solo para ti, solo para ti yo soy, solo para ti seré
Espero con la esperanza que algún día me puedas ver

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Las palabras van al aire
Las lágrimas al mar
Pero el amor cuando muere, dime nena a dónde va
Dime Gitanita

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Sé que nunca fuiste mía
Ni lo has sido, ni lo eres
Pero de mi corazón
Un pedacito tú tienes, mi Gitanita

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Sin mirarte yo te miro
Sin sentirte yo te siento
Sin hablarte yo te hablo
Sin quererte yo te quiero

Fade

Cigana

E se um dia eu morrer
E você ler esse papel
Que saiba o muito que te quero
Ainda que eu não volte a te ver

Cigana, Cigana
Cigana, Cigana
Teu cabelo, teu cabelo
Teu rosto, teu rosto

Sei que nunca foi minha
Nem foi, nem é
Mas do meu coração
Um pedacinho você tem
Você tem, você tem, você tem

Cigana, Cigana
Cigana, Cigana
Teu cabelo, teu cabelo
Teu rosto, teu rosto

Porque sabes que te quero
Não trates de adular me
Pois do mesmo modo que te quero
Sou capaz até de odiar te

E tenho ciúmes do vento porque acaricia tua pele
Da lua que olhas
Do sol porque que te aquece
E tenho ciúmes da água
E do pentinha que a ti penteia

E pelos ciúmes, pelos ciúmes, pelos ciúmes
A mim o coração me arde, me arde
E pelos ciúmes, pelos ciúmes, pelos ciúmes
A mim o coração me arde, me arde

As palavras são de ar, e vão para o ar
Minhas lágrimas são água, e vão ao mar
Cuano um amor se morre
Sabes menina para onde vai
Sabes menina para onde vai

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

O bilhete é porque é impossivel seguir vivendo nesse agonia
Quero que saibas o que sinto
Ainda que nunca possa ser minha

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

As mão me suavam, o peito me palpitava
Louco, apaixonado
E tu nunca sabias nada

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

A noite vi em teus olhos que me desejavas, e te beijei
Saboreando tus labios dulces
Abraçando o travesseiro, acordei

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto ( te quero)
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

Bem sei que tu, eu bem sei que tu, eu bem sei que tu
Não tem se dado conta desse rapaz
"Aos que madrugam Deus ajuda"
E isso espero, pois passo toda noite por ti desperto

Ahhh na ma
Toque me

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

Só, só seu, só seu eu sou, só seu eu serei
Espero com esperança que algum dia me possa ver

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

As palavras vão ao ar
As lagrimas ao mar
Mas o amor quando se morre, diga-me menina pra onde vai
Diga-me ciganinha

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

Sei que nunca foi minha
Nem foi, nem é
Mas do meu coração
Um pedacinho você tem, minha ciganinha

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

Sem olharte eu te olho
Sem sentir te eu te sinto
Sem falar te eu te falo
Sem querer te eu te quero

Desvanecer

Composição: Manzanita
Traduzida por rosa


Mais músicas de Willie Colon

Ver todas as músicas de Willie Colon