Original Tradução Original e tradução
E Tu...

Accoccolati ad ascoltare il mare
Quanto tempo siamo stati
Senza fiatare
Seguire il tuo profilo con un dito
Mentre il vento accarezzava piano
Il tuo vestito
E tu
Fatta di sguardi tu
E di sorrisi ingenui tu
Ed io
A piedi nudi io
Sfioravo i tuoi capelli io
E fermarci a giocare
Con una formica
E poi chiudere gli occhi
Non pensare più
Senti freddo anche tu
Senti freddo anche tu
E nascoste
Nell'ombra della sera poche stelle
Ed un brivido improvviso
Sulla tua pelle
Poi correre felici a perdifiato
Fare a gara per vedere
Chi resta indietro
E tu
In un sospiro tu
In ogni mio pensiero tu
Ed io
Restavo zitto io
Per non sciupare tutto io
E baciarti le labbra
Con un filo d'erba
E scoprirti più bella
Coi capelli in su'
E mi piaci di più
E mi piaci di più
Forse sei l'amore
E adesso non ci sei che tu
Soltanto tu e sempre tu
Che stai scoppiando
Dentro il cuore mio
Ed io che cosa mai farei
Se adesso non ci fossi tu
Ad inventare questo amore
E per gioco siam caduti coi vestiti in mare
Ed un bacio e un altro e un altro ancora
Da non poterti dire
Che tu
Pallida e dolce tu
Eri già tutto quanto tu
Ed io
Non ci credevo io
E ti tenevo stretta io
Coi vestiti inzuppati
Stare li' a scherzare
Poi fermarci stupiti
Io vorrei cioè
Ho bisogno di te
Ho bisogno di te
Dammi un po' d'amore
E adesso non ci sei che tu
Soltanto tu e sempre tu
Che stai scoppiando dentro il cuore mio
Ed io che cosa mai farei
Se adesso non ci fossi
Tu ad inventare questo amore

E você...

Aconchegados para escutar o mar
Quanto tempo ficamos
Sem falar
Seguir o teu perfil com um dedo
Enquanto o vento acariciava suavemente
O teu vestido
E você
Feita de olhares você
E de sorrisos ingênuos você
E eu
De pés descalços eu
Tocava os teus cabelos eu
E parar para brincar
Com uma formiga
E depois fechar os olhos
Não pensar mais
Sentir frio também você
Sentir frio também você
E escondidas
Na sombra da noite poucas estrelas
E um arrepio de repente
Na tua pele
Depois correr felizes a perder o fôlego
Competir para ver
Quem fica para trás
E você
Em um suspiro você
Em cada meu pensamento você
E eu
Ficava calado eu
Para não estragar tudo eu
E te beijar os lábios
Com um fio de erva
E te descobrir mais bela
Com os cabelos presos
E gosto mais disso
E gosto mais disso
Talvez seja o amor
E agora que você não está lá
Somente você e sempre você
Que está estourando
Dentro o meu coração
E eu que nunca faria
Se agora não fosse você
A inventar este amor
E por brincadeira caimos com as roupas no mar
E um beijo e um outro, e um outro ainda
Para não te poder dizer
Que você
Pálida e doce você
Era já tudo quanto você
E eu
Não acreditava eu
E te segurava forte eu
Com as roupas encharcadas
Ficar ali para brincar
Depois parar de surpreender
Eu gostaria, isto é
Preciso de você
Preciso de você
Me dê um pouco de amor
E agora que você não está lá
Somente você e sempre você
Que está estourando dentro o meu coração
E eu que nunca faria
Se agora não fosse
Você a inventar este amor

Composição: Antonio Coggio / Claudio Baglioni
Enviada por Claudete e traduzida por Fernando. Revisão por Joao.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Claudio Baglioni

Ver todas as músicas de Claudio Baglioni