Eu Canto Nas Alturas

Chandra Lacombe

Eu canto nas alturas, a minha voz é retinida
Por que eu sou filho de Deus e tenho a minha mãe querida
(Por que eu sou filho de Deus e tenho a minha mãe querida)
(Eu canto nas alturas, a minha voz é retinida
Por que eu sou filho de Deus e tenho a minha mãe querida)
Por que eu sou filho de Deus e tenho a minha mãe querida

A minha mãe que me ensinou, a minha mãe que me mandou
Eu sou filho de voz, eu devo ter amor
(Eu sou filho de voz, eu devo ter amor)
(A minha mãe que me ensinou, a minha mãe que me mandou
Eu sou filho de voz, eu devo ter amor)
Eu sou filho de voz, eu devo ter amor

Com amor tudo é verdade, com amor tudo é certeza
Eu vivo neste mundo, sou dono da riqueza
(Eu vivo neste mundo, sou dono da riqueza)
(Com amor tudo é verdade, com amor tudo é certeza
Eu vivo neste mundo, sou dono da riqueza)
Eu vivo neste mundo, sou dono da riqueza

A minha é a lua cheia, é a estrela que me guia
Estando bem perto de mim, junto a mim é prenda minha
(Estando bem perto de mim, junto a minha é prenda minha)
(A minha é a lua cheia, é a estrela que me guia
Estando bem perto de mim, junto a mim é prenda minha)
Estando bem perto de mim, junto a minha é prenda minha

A riqueza todos tem, mas é preciso compreender
Não é com fingimento, todos querem merecer
(Não é com fingimento, todos querem merecer)
(A riqueza todos tem, mas é preciso compreender
Não é com fingimento, todos querem merecer)
Não é com fingimento, todos querem merecer

Composição: Mestre Raimundo Irineu Serra
Enviada por Andrews. Revisão por vinicius.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Chandra Lacombe

Ver todas as músicas de Chandra Lacombe