Fado é Saudade

Carlos Ramos

Há muita gente que pensa que o fado, para ser fado
Tem de falar em desgraça, tem de evocar o passado
Dizem que pra ser castiço, o fadinho, vejam lá
Tem de falar noutros tempos e em coisas que já não há

Tem de falar em tipóias e em ramboias, a horas mortas
Tem de exaltar as noitadas
E as patuscadas, fora de portas
Mas eu acho exagerado, e penso que na verdade
O fado para ser fado
Basta falar em saudade

Quando ouço cantar o fado, o meu ouvido já espera
Ouvir falar no passado e elogiar a Severa
Mas eu, para ser sincero, este fado não é meu
E eu por mim assevero que a Severa já morreu

Tem de falar em toiradas e em desgarradas, a horas mortas
Tem de falar no Timpanas
Nas carripanas que iam pras hortas
Mas eu acho na verdade, que hoje o fado está mudado
Basta falar em saudade
Pra se ver que o fado é fado

Composição: Aníbal Nazaré / Carlos Rocha
Enviada por Mário.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Carlos Ramos

Ver todas as músicas de Carlos Ramos