Anahí

Carlos Gonzaga

Anahí
As harpas sentidas soluçam harpejos
Que são para ti

Anahí
Seus acordes lembram a imensa bravura
Da raça Tupi

Anahí
Índia, flor agreste
Da voz tão suave como o aguahí

Anahí, Anahí
Seu vulto nos campos destaca entre as flores
Pela cor rubi

Defendendo altiva, sua valente tribo
Foste prisioneira
Condenada à morte, já estava seu corpo
Envolto à fogueira

E enquanto as chamas
O estavam queimando
Numa flor tão linda se foi transformando

Os seus inimigos fugiram dali
E as aves ficaram
Cantando o milagre
Da flor de Anahí

Composição: Osvaldo Sosa Cordero / Vrs. José Fortuna
Enviada por Nelson. Legendado por Helio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog