Escorpião

Carlos Dafé

Quem me vê aqui assim
Quase sem dizer palavra
Imagina que eu sou alguém
De alma calma e calada

Quem me vê aqui assim
Quase sem dizer palavra
Imagina que eu sou alguém
De alma calma e calada

E não vê
Meu rosto na janela
Meu corpo à tua espera

E não vê
O grito dos meus olhos
Brilhando em minha boca

Eu queria te mostrar que sou
Alguém capaz de amar
Se dar, serei

Pra você, mais que aprendi que sei
Que posse desejei
Eu sei, só sei

Sei que ainda vou te dar
Mais do que dei jamais
Mais que o mais que imaginei
Mais do que jamais sonhei

Teu amor
Me traz as coisas puras
Me faz fazer loucuras

Meu amor
Te mostro o meu direito
Mostrando o meu avesso

Composição: Carlos Dafé / Nelson Motta
Enviada por Ciro. Revisão por Ciro.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog