A Padaria

Bruno Nogueira

Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia

Teu papo seco, tão fofinho, tão quentinho, só o cheiro dá prazer
E o cacete vem durinho, estaladiço, toda a gente quer comer
O teu casqueiro, untadinho com manteiga é comer até fartar
Ai, que regueifa tão gostosa, apetitosa, toda a malta quer papar

Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia

Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Ai, ai, Maria, deixa-me ir à tua padaria
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia
Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Ai, ai, Maria, gosto de ir à tua padaria
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia
Não tens freguês como eu, seja noite ou seja dia

Composição: Quim Barreiros
Enviada por Mário.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Bruno Nogueira

Ver todas as músicas de Bruno Nogueira