Elogio À Instituição do Cinismo

Boogarins

Você já não vê cor
Você não olha nos olhos
E quando olha é só pra mentir

Quer discutir valor
Mas você é como os porcos
Faz revolta só pra subir

Atendem por nomes
Mas no fim são todos iguais
Esbarram nas ordens
E isso os machuca demais

Sustentam a morte
E o resto é pra enfeitar

Só boto fé no som
E eu sei que o inferno é viver
O céu nunca vi

Não acredito em dom
E tudo é tão transitório
Só fazer comprova existir

Você já não vê cor
Você não olha nos olhos
E quando olha é só pra mentir

Quer discutir valor
Mas você é como os porcos
Faz revolta só pra subir

Atendem por nomes
Mas no fim são todos iguais
Esbarram nas ordens
E isso os machuca demais

Só boto fé no som
E eu sei que o inferno é viver
O céu nunca vi

Não acredito em dom
E tudo é tão transitório
Só fazer comprova existir

Atendem por nomes
Mas no fim são todos iguais
Esbarram nas ordens
E isso os machuca demais

Sustentam a morte
E o resto é pra enfeitar

Composição: Boogarins
Enviada por Matheus. Revisão por truman.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Boogarins

Ver todas as músicas de Boogarins