Listas musicais

9 hits brasileiros que são versões de músicas internacionais

Por Camila Fernandes

18 de Março de 2020, às 12:00


Sabe quando você escuta uma música e fica com aquela sensação de que já conhecia a melodia de algum lugar? Pois é, pode ser que não seja só um déjà-vu.

É que existem várias músicas brasileiras que são versões de canções internacionais e você nem desconfia!

Tudo bem que as músicas de outros países traduzidas para o português não são nenhuma novidade: é só um hit internacional estourar por aqui que não demora muito pra surgirem traduções e adaptações.

Depois de descobrir a verdadeira letra de algumas músicas que cantamos errado, é hora de conhecer as canções que são versões de outras! 

9 músicas brasileiras que são versões de músicas internacionais

Se engana quem pensa que essa moda é novidade, e mais ainda quem acredita que a inspiração vem só do inglês.

Olha só essa lista de sucessos que ninguém desconfia que são versões brasileiras de músicas internacionais!

Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles e Os Rolling Stones — Os Incríveis

Apesar de a música ter feito muito sucesso na voz do Engenheiros do Hawaii, a primeira versão de Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles e Os Rolling Stones em português foi gravada em 1967, por um grupo chamado Incríveis, e estourou na época da Jovem Guarda.

Aliás, naquela época, o que mais se via eram sucessos do rock internacional sendo regravados por aqui.

A versão original de é C’era Un Ragazzo Che Come Me Amava Beatles I Rolling Stones, do italiano Gianni Morandi. O solo do começo é inconfundível e dá até pra reconhecer a letra, já que os idiomas são bem parecidos.

Bem Que Se Quis — Marisa Monte

Assim como a música anterior, Bem Que Se Quis também é versão de uma música italiana.

Gravada pela primeira vez no Brasil em 1989, a música romântica fez sucesso na voz de Marisa Monte e já esteve presente em duas trilhas sonoras de novelas brasileiras. 

A versão original é E Po’ Che Fa, gravada em 1982 pelo cantor italiano Pino Daniele.

Choram As Rosas — Bruno e Marrone

Tá aí uma música que ninguém imagina que não é originalmente brasileira.

Choram As Rosas é um dos maiores sucessos da dupla Bruno e Marrone. Praticamente uma poesia, a letra de sofrência marcou a primeira década dos anos 2000. 

A versão original é uma balada romântica mexicana, Lloran Las Rosas, lançada em 1997 pelo cantor Cristian Castro.

De quem você acha que o Enzo Rabelo, filho do Bruno, puxou o gosto pela música mexicana? O menino seguiu os passos do pai e um de seus maiores sucessos até o momento é a música Calma, versão brasileira do hit do porto-riquenho Pedro Capó. 

Eu Quero Só Você — Jorge & Mateus

Do hip hop de Akon para o sertanejo de Jorge & Mateus, essa música veio provar que podia fazer sucesso em qualquer estilo. Eu Quero Só Você é a versão brasileira de uma música do Akon!

Olha só como mesmo com ritmos tão diferentes ainda dá pra reconhecer as semelhanças com a original Be With You!

Vou de Táxi — Angélica

Sim, esse clássico pop da década de 80 é versão de uma música internacional! Angélica tinha só 15 anos quando gravou Vou de Táxi.

A canção de Angélica é a tradução de Joe Le Taxi e até a dancinha dela ficou parecida com a da francesa Vanessa Paradis.

Tanto — Skank

Duas músicas igualmente maravilhosas: I Want You, do Bob Dylan, e Tanto, a versão brasileira feita pelo Skank.

O Skank foi fiel tanto ao ritmo quanto à letra da música original!

Fascinação — Elis Regina

Fascinação fez sucesso na voz de Elis Regina e depois voltou de novo a encantar o público com a interpretação da Sandy.

A música já foi tema de novela e ganhou inúmeras versões, mas, antes de tudo isso, a canção também fez sucesso na França.

A versão original é Fascination, do compositor clássico Maurice de Féraudy, e foi escrita em 1905. Uma das versões mais famosas da música pelo mundo é a interpretação da cantora francesa Édith Piaf.

Ragatanga — Rouge

Essa eu aposto que você nem desconfiava! Pois é, Ragatanga também é uma versão em português (ou quase isso) de uma música internacional! 

Acontece que a regravação foi tão rápida (as duas músicas foram gravadas no mesmo ano!) que praticamente ninguém por aqui chegou a conhecer a versão original.

A versão original é The Ketchup Song, do girlgroup espanhol Las Ketchup. E você aí achando que o refrão enigmático era invenção brasileira… 😅

Entenda o significado da música Ragatanga e a teoria por trás da cançaõ!

É Por Você Que Eu Canto — Leandro e Leonardo

É Por Você Que Eu Canto foi um dos grandes sucessos que ajudaram a consagrar os irmãos Leandro e Leonardo no fim da década de 80. 

Mas, antes disso, a versão original já havia sido responsável por emplacar outra dupla: Simon & Garfunkel, um duo folk norte-americano que alcançou a fama na década de 60, com The Sound Of Silence.

Inspirações vindas de todos os cantos do mundo

Essas são só alguns sucessos brasileiros que são versões de músicas internacionais, mas é claro que existem vários outros. Afinal, como diz a Física, na natureza nada se perde e nada se cria, tudo se transforma

A música brasileira é uma mistura de influências de diferentes partes do mundo. Direta ou indiretamente, artistas internacionais de diferentes línguas já contribuíram com a nossa música — algumas só com influência mesmo, e outras, como as que listamos acima, ganharam versões exatas.

E aí, você já sabia que alguma dessas músicas era versão, ou ficou tão surpreso quanto a gente?

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente

Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.