LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Listas musicais

Músicas sertanejas antigas que valem a pena relembrar

Por Nathalia Terayama

2 de Dezembro de 2019, às 10:00


A música sertaneja é uma grande representante da cultura popular brasileira. 

Mesmo quem não é tão fã dos sucessos atuais do estilo dificilmente vai resistir a algumas músicas sertanejas antigas. 

Músicas sertanejas antigas
Chitãozinho e Xororó / Créditos: Divulgação

Seja para curtir no bar, para matar saudade do interior ou para lembrar um amor não correspondido, a música sertaneja faz parte da vida de todo brasileiro. 

Por isso, hoje vamos relembrar algumas das melhores músicas sertanejas antigas. Vem com a gente!! 

As 10 melhores músicas sertanejas antigas

Para matar a saudade, escolhemos as melhores músicas que te farão lembrar do sertanejo raiz:

1. Evidências — Chitãozinho & Xororó

E nessa loucura de dizer que não te quero, vou negando as aparências, disfarçando as evidências…

Seja em um barzinho, no carro ou na festa de família, quando toca Evidências é impossível não cantar.

É a música que une todos os gostos em um só momento. A música é originalmente do Leonardo Sullivan, mas a versão dele não fez tanto sucesso quanto a versão sertaneja de Chitãozinho e Xororó.

2. Boate Azul — Joaquim e Manoel

Eu bebi demais e não consigo me lembrar sequer qual era o nome daquela mulher, a flor da noite da boate azul…

Boate Azul é mais uma das músicas que unem as pessoas em coro quando toca o refrão.

Já foi regravada muitíssimas vezes por vários cantores e duplas sertanejas, mas foi composta por Benedito Seviero e interpretada originalmente por Joaquim e Manuel. 

3. Tristeza do Jeca — Tonico e Tinoco

Nestes verso tão singelo, minha bela, meu amor… Pra você quero contar o meu sofrer e a minha dor

Tristeza do Jeca, da dupla Tonico e Tinoco, vem representar as músicas sobre a saudade do interior. A narrativa da música representa o diálogo do homem que saiu do interior com sua amada. 

Uma curiosidade interessante é que a música original é só instrumental e foi gravada pela Orquestra Brasil-América em 1914! 

4. Pense Em Mim — Leandro & Leonardo

Pense em mim, chore por mim, liga pra mim, não, não liga pra ele… Não chore por ele!

Não tinha como deixar Leandro e Leonardo fora dessa lista. Pense Em Mim fugiu das temáticas da vida no interior para falar sobre desilusão amorosa. 

5. Nuvem de Lágrimas — Fafá de Belém (part. Chitãozinho e Xororó)

Ah! Jeito triste de ter você, longe dos olhos e dentro do meu coração…

Com um refrão com cara de hino, Nuvem de Lágrimas seguia a linha da sofrência antes mesmo do termo existir.

6. Estrada da Vida — Milionário e José Rico

Nesta longa estrada da vida, vou correndo e não posso parar, na esperança de ser campeão alcançando o primeiro lugar

Estrada da Vida tem uma daquelas letras que começam com o desejo de todo ser humano de vencer na vida e ser uma pessoa de sucesso, e continua com uma lição para o ouvinte: 

Este é o exemplo da vida, para quem não quer compreender. Nós devemos ser o que somos, ter aquilo que bem merecer 

7. O Menino da Porteira — Sérgio Reis

Toda vez que eu viajava pela estrada de Ouro Fino, de longe eu avistava a figura de um menino…

O Menino da Porteira é uma composição de Teddy Vieira com Luisinho, mas sua versão mais popular é com o Sérgio Reis. 

A música, que conta a triste história de um boiadeiro que sempre encontrava um menino na porteira enquanto viajava, é tão icônica que virou até filme. 

8. Fio de Cabelo — Chitãozinho e Xororó 

E hoje o que encontrei me deixou mais triste, um pedacinho dela que existe, um fio de cabelo no meu paletó…

Fio de Cabelo é mais um clássico da música sertaneja antiga que une todo mundo em uma só voz quando toca no bar. 

9. Ainda Ontem Chorei de Saudade — João Mineiro e Marciano

Você me pede na carta que eu desapareça, que eu nunca mais te procure, pra sempre te esqueça…

Ainda Ontem Chorei de Saudade é uma das músicas de sertanejo raiz mais famosas da história. Sua primeira gravação foi com João Mineiro e Marciano, mas ela já foi regravada por muita gente também: Chitãozinho e Xororó, Bruno e Marrone, Zezé de Camargo e Luciano e muitos outros! 

10. Majestade, O Sabiá — Roberta Miranda

Ah! Tô indo agora prum lugar todinho meu, quero uma rede preguiçosa pra deitar…

Encerrando com chave de ouro esta lista de músicas sertanejas antigas, a Rainha do Sertanejo: Roberta Miranda. 

A cantora e compositora da música Majestade O Sabiá é um exemplo das mulheres no sertanejo na época em que o mercado era dominado por homens.

Essa representatividade feminina foi muito importante para a participação das mulheres no sertanejo atual com o feminejo.

A história da música sertaneja

O sertanejo chegou na década de 1910 no Brasil e veio para ficar!

Na trajetória do estilo há a história da modernização e do surgimento das grandes cidades brasileiras. Por isso, em algumas letras mais antigas, a narrativa produzida é a do homem do campo que vai para cidade e sente saudades do interior. 

No final da década de 1980 e início da década de 1990, com a ascensão das duplas sertanejas, houve uma mudança temática: as desilusões amorosas ganharam o foco, tendência que perdura até as músicas mais atuais. 

Hoje, a sofrência tomou conta das letras!

Continue ouvindo sertanejo raiz

Ufa! Tem tanta música sertaneja antiga incrível que selecionar só 10 é uma missão muito difícil! Conta pra gente: tem outra música que você acha que merecia estar nessa lista?

E pra não cortar o clima, que tal continuar ouvindo sertanejo raiz?

Playlist sertanejo raiz.