Nostalgia

Discos icônicos lançados em 1971 e que estão completando 50 anos

Por Érika Freire

3 de Maio de 2021, às 19:00


O movimento hippie e a consolidação do rock and roll nos anos 60 com os Beatles e os Rolling Stones aumentou as expectativas do que viria na década seguinte. Porém, o fim dos Beatles pegou todo mundo de surpresa, em abril de 1970.

Até que chegou 1971 e a música provou o seu poder de transformação e muitos discos excelentes foram lançados naquele ano, tanto na gringa como aqui no Brasil.

O ano de 1971 na música entrou para a história e diversos álbuns importantes completam 50 anos em 2021. Decidimos reunir alguns deles pra gente voltar no tempo e fazer um mergulho em diversos estilos de música boa! 

Álbuns nacionais lançados no ano de 1971

Aqui no Brasil, alguns discos icônicos foram lançados em 1971 e marcaram a história da música brasileira, fazendo de 71 um ano pra lá de especial! 

Tim Maia 1971 Tim Maia

O álbum Tim Maia, lançado em 1971, é o segundo da discografia do cantor e foi muito bem sucedido nas vendas, consagrando Tim como um dos maiores nomes da MPB.

Naquela época, o Brasil ainda vivia os tempos de chumbo da ditadura e as composições de diversos artistas acabaram sendo influenciadas pelo clima do regime. 

Demonstrando sua genialidade musical, o disco mostra uma fusão entre o baião, samba e muito soul, mostrando as raízes do cantor para todo o Brasil. 

Não Quero Dinheiro, Não Vou Ficar e Você… O que dizer de um disco que reúne esses grandes sucessos da carreira de Tim Maia

Ela Elis Regina

O ano da música em 1971 é marcado pelo lançamento de Ela, de Elis Regina. O nono álbum da cantora apresentou faixas icônicas.

Entre elas, Black Is Beautiful, composta pelos irmãos Valle. A música causou furor no departamento de censura pela suposta referência no título ao movimento dos Panteras Negras.    

O disco trouxe ainda grandes canções interpretadas na voz de Elis, como Madalena, de Ivan Lins, Ih! Meu Deus do Céu, faixa que abre o álbum, e Estrada do Sol, de Dolores Duran e Tom Jobim, e Cinema Olympia, de Caetano Veloso.   

Jardim Elétrico Os Mutantes

Presente na lista dos 100 melhores discos da música brasileira da revista Rolling StoneJardim Elétrico, dos Mutantes, aparece na 72ª posição.

É o quarto álbum lançado pela banda e de cara já impressiona pela capa colorida, com o desenho de um pé de maconha, marcando tanto a psicodelia quanto a mistura de estilos. 

Do rock ao soul, Arnaldo Baptista, Rita Lee e Sérgio Dias cantam clássicos, como Top Top, El Justiciero, It’s Very Nice Pra Xuxu, entre outros. Trata-se de um disco perfeito para mergulhar na essência dos Mutantes e reviver a década de 70

Construção — Chico Buarque

Outro disco icônico lançado em 1971 foi Construção, de Chico Buarque. Apontado como o álbum que estruturou a carreira de Chico Buarque, Construção marca o retorno do jovem Chico ao Brasil, na época com quase 27 anos, após o autoexílio na Itália por conta da ditadura.

Críticos e estudiosos da obra de Chico apontam o álbum como o mais importante da carreira do cantor, com canções marcadas pelo contexto político e a rebeldia de um jovem revolucionário.

Minha História, Cotidiano, Desalento, a homônima Construção e Valsinha são algumas faixas de destaque da obra, repleta de composições sofisticadas e geniais. 

London, London — Caetano Veloso

Também completando 50 anos em 2021, temos London, London, de Caetano Veloso, na mesma vibe do clima político e revolucionário. 

O título do disco representa os anos de exílio de Caetano em Londres e a tristeza e depressão vivida pelo cantor dentro de um quarto no bairro londrino de Chelsea. 

Caetano canta a saudade da terra, a tristeza e desesperança em olhar, mesmo de longe, a situação política em seu país. O álbum conta com a maioria das letras escritas em inglês, misturando com versos em português ao som do violão, marca do estilo do artista.

A Little More Blue, London, London, Asa Branca, Maria Bethânia são algumas das faixas do disco, que conta apenas com sete músicas ao todo. 

Clara Nunes Clara Nunes

A cantora mineira Clara Nunes morreu quando tinha apenas 40 anos, mas antes deixou um legado inestimável para a música nacional e ainda abriu portas para outras cantoras depois que lançou o disco Clara Nunes, de 71.

Isso porque o disco consagrou a cantora como sambista, impactando e influenciando nomes como Alcione, Beth Carvalho e Elza Soares. 

Após o lançamento do álbum, que traz grandes canções, como Ê Baiana, Puxada da Rede do Xaréu, Misticismo da África Ao Brasil e Aruande…Aruanda, a crítica abraçou Clara e a levou para os braços do público. Ali, ela conseguiu o reconhecimento e estabilidade na carreira musical. 

Álbuns internacional lançados no ano de 1971

Separamos também alguns discos icônicos lançados em 1971 na gringa. Olha só quanta coisa boa rolou naquele ano! 

Imagine John Lennon

O ano de 1970 marcou o fim dos Beatles após uma década impactando toda a indústria fonográfica e a contracultura dos anos 1960. Mas, como a música tem o seu poder de inovação, grandes discos internacionais mostraram que nem tudo estava perdido. 

O próprio beatle John Lennon deixou o ano de 1971 na música mais interessante com o lançamento de Imagine. Foi seu segundo disco solo e se tornou um de seus maiores sucessos

Raiva, melancolia, reflexões sobre o mundo, experiências pessoais são alguns dos temas das composições do disco, que conta com 10 faixas. 

A faixa clássica, Imagine, virou uma espécie de hino pela paz que idealiza um mundo sem preconceitos, em que as pessoas possam viver sem qualquer distinção, sem o controle da religião, sem ganância. 

Confira a análise da música Imagine, de John Lennon

Master Of Reality — Black Sabbath

O heavy metal do Black Sabbath também se destacou em 1971 com o lançamento de Master Of Reality. O álbum ficou conhecido por ter lançado oficialmente os gêneros doom, stoner e sludge metal.

O disco reuniu os elementos que os fãs adoravam no Black Sabbath, a sonoridade mais sombria e a agressividade muito bem definida na formação original da banda, com Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward.

A revista Rolling Stone elegeu Master Of Reality como o 34º melhor álbum de metal de todos os tempos.

Led Zeppelin IV Led Zeppelin

O álbum Led Zeppelin IV traz entre suas faixas o clássico Stairway To Heaven, a música mais popular da banda, que se tornou a mais ouvida nas rádios em 1971.

Após o lançamento, o álbum alcançou o segundo lugar da Billboard 200 nos Estados Unidos. Foi aclamado pela crítica e chegou a vender 40 milhões de cópias, tornando-se o terceiro de hard rock mais comprado.

Apesar da maior parte das canções serem de autoria Jimmy Page e Robert Plant, todos os integrantes tiveram participação nas criações do álbum, composto por oito músicas.

Além de Stairway To Heaven, também se destacam as faixas When The Levee Breaks, Misty Mountain Hop e Rock And Roll. 

Relembre as 13 melhores músicas do Led Zeppelin

As 15 melhores músicas nacionais dos anos 70

A festa dos anos 70 não precisa acabar agora, né? Por isso, convidamos você para continuar nesse clima bom e relembrar as 15 melhores músicas nacionais dos anos 70

Músicas nacionais anos 70

Confira também:

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente

Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.