Dicas de idiomas

Make x do: 8 músicas para entender a diferença

Por Felipe Oliveira

20 de Novembro de 2020, às 12:00


Uma das maiores dificuldades ao se aprender inglês é quando a gente se depara com palavras muito parecidas. Essas situações nos deixam em dúvida sobre qual é a correta para usar em cada situação.

Make e do são dois verbos que podem causar esse tipo de confusão. Ambos, na maioria das vezes, significam fazer em português, mas são usados de maneiras diferentes.

Achou complicado? Não se preocupe, nós estamos aqui para te ajudar!

Além das nossas dicas para aprender inglês com música, também trazemos pontos gramaticais para você estudar. Vamos lá?

A diferença entre make e do

Como falamos, make e do significam fazer em português, por isso sua diferença causa bastante confusão. Mas podemos facilitar um pouco se pensarmos no uso mais comum de cada um.

Make é geralmente usado para falar de coisas que criamos (manualmente ou não) a partir do zero, coisas que não existiam antes da nossa ação.

Já o do é mais usado para atividades e tarefas que executamos, focando mais no trabalho físico em sua realização do que no produto resultante disso.

Porém, precisamos ficar atentos porque make e do também são usados para formar collocations, aquelas combinações de palavras que de tanto serem usadas, são consideradas naturais na língua.

Já falamos sobre collocations em inglês por aqui, mas vamos retomar quando necessário para explicar a diferença entre make e do.

Quando usar make

Pensando então na criação e construção de coisas, make é mais usado para passar a ideia de produção ou transformação de algo, como nas expressões make breakfast (fazer o café da manhã, ou make dinner (fazer a janta), por exemplo.

Nas expressões com make, o foco geralmente está no resultado, o produto da ação, e não na ação em si.

Geralmente esses resultados são coisas palpáveis, como objetos concretos. Mas há algumas exceções que também devemos prestar atenção.

Vejamos alguns exemplos de expressões que usam make:

  • Make coffee – fazer café
  • Make lunch – fazer o almoço
  • Make a cake – fazer um bola
  • Make noise – fazer barulho
  • Make a sandwich– fazer um sanduíche
  • Make a fortune – fazer uma fortuna
  • Make a list – fazer uma lista
Making coffee

Às vezes, porém, essa ideia de criação ou construção não fica tão clara, mas ainda assim se utiliza make. São os casos das collocations.

Collocations com make não necessariamente estão relacionadas com a criação de algo novo, mas esse é o verbo empregado por convenção e uso.

Precisamos ficar atentos ao contexto e ao seu significado em cada caso específico. Vamos ver alguns exemplos:

  • Make friends – fazer amigos
  • Make love – fazer amor
  • Make a visit – fazer uma visita
  • Make a wish – fazer um pedido
  • Make progress – fazer progresso
  • Make money – ganhar dinheiro

Quando usar do

O do é usado para descrever tarefas, atividades, trabalhos e ações que geralmente envolvem algum esforço físico, mas que não produzem coisas novas, como em do the homework (fazer o dever de casa) e do the cleaning (fazer a limpeza).

Para o do, o foco está na atividade realizada, e não no resultado dela. Exemplos de expressões que usam do:

  • Do homework – fazer o dever de casa
  • Do the dishes – lavar a louça
  • Do the laundry – lavar a roupa
  • Do the hair – arrumar o cabelo
  • Do the cleaning – fazer limpeza
  • Do the ironing – passar roupa
  • Do the nails – fazer as unhas
  • Do exercises – fazer exercícios

Repare que em alguns casos não usamos o verbo “fazer” quando traduzimos para o português. Isso porque, conforme mencionamos, o foco está mais na atividade realizada do que no produto resultante dela.

Doing dishes

Também usamos do para falar de atividades gerais e não específicas, acompanhado de something, anything, nothing e everything, por exemplo. Dessa forma, indica-se que alguma ação vai ser feita, mas não se entra em detalhes específicos que ação é essa.

Assim como make, do também é usado para formar diversas collocations, que não se encaixam exatamente no que explicamos. Assim, os significados são construídos de acordo com cada caso. Vejamos alguns desses casos:

  • Do a favor – fazer um favor
  • Do business – fazer negócios
  • Do good – fazer o bem
  • Do your best – Fazer seu melhor
  • Do well – obter sucesso

Músicas com make e do

Agora que vimos as regras gerais, separamos as melhores músicas para você ver os verbos make e do sendo usados.

Rap God — Eminem

Em Rap God, Eminem fala que uma das formas dele se destacar dos outros rappers é a qualidade da música que ele produz, usando make com o sentido de criação de algo novo.

I make elevating music, you make elevator music (Eu faço música que eleva, você faz música de elevador)

Santa Claus Is Coming To Town Mariah Carey

Em Santa Claus Is Coming To Town, clássico famoso na voz de Mariah Carey, mas que já foi cantado por diversos artistas, temos o Papai Noel se preparando para o Natal.

Para isso, ele faz uma lista, ou seja, cria algo que não existia antes para ajudá-lo com a entrega de presentes.

He’s making a list (Ele está fazendo uma lista)
He’s checking it twice (Ele está conferindo duas vezes)

7 Rings — Ariana Grande

Em 7 Rings, Ariana Grande fala dos luxos que fazem parte da sua vida. E como ela paga tudo isso? Fazendo grandes depósitos, é claro!

Nesse caso, temos uma collocation, já que não estamos falando de algo que foi criado ou se transformou em alguma coisa nova.

My wrist, stop watchin’, my neck is flossin’ (Meu pulso, pare de olhar, meu pescoço está brilhando)
Make big deposits, my gloss is poppin’ (Faço grandes depósitos, meu gloss se destaca)

Dusk Till Dawn — ZAYN feat. Sia

Em Dusk Till Dawn, ZAYN e Sia têm uma ideia de como mostrar para o outro que estão comprometidos com o relacionamento. 

Para isso, eles também utilizam uma collocation com make. Aqui também não temos um produto que resulta da ação empregada, mas já é super comum usar make love para se referir aos momentos íntimos de um casal. 

Light it up, on the run (Esquente as coisas, estamos em fuga)
Let’s make love tonight (Vamos fazer amor esta noite)

Green Light — Lorde

Na primeira linha de Green Light, Lorde narra uma de suas ações numa determinada noite:

I do my makeup in somebody else’s car (Eu faço minha maquiagem no carro de outra pessoa)

The Lazy Song Bruno Mars

The Lazy Song, do Bruno Mars, é um exemplo de como podemos usar do para falar de coisas gerais. Ou, no caso da música, coisa nenhuma 😂 

Today I don’t feel like doing anything (Hoje eu não quero fazer nada)
I just wanna lay in my bed (Eu só quero ficar deitado na minha cama)

Trouble — Coldplay

No refrão de Trouble, do Coldplay, do aparece duas vezes, mas com o mesmo sentido. Do harm e do wrong são duas collocations com significados parecidos, fazer mal ou prejudicar alguém. 

And I never meant to cause you trouble (Eu nunca pretendi te causar problemas)
I never meant to do you wrong (Eu nunca pretendi te prejudicar)
And, ah, well, if I ever caused you trouble (E se alguma vez eu lhe causei problemas)
Oh, no I never meant to do you harm (Oh, não, eu nunca pretendi te fazer mal)

É fã da banda? Confira nossas outras dicas de como aprender inglês com músicas do Coldplay!

Good As Hell Lizzo

No refrão contagiante de Good As Hell, Lizzo fala sobre jogar o cabelo como forma de mostrar que se sente bem. E adivinha qual verbo ela usa? Isso mesmo: do, para dar ênfase à ação praticada.

I do my hair toss, check my nails (Eu jogo meu cabelo, olho minhas unhas)
Baby, how you feelin’? (Querida, como você está se sentindo?)
Feelin’ good as hell (Me sentindo bem pra caramba)

Continue aprendendo

Agora que praticamos alguns usos comuns de make e do, é importante lembrar que esses verbos também podem ser usados na formação de collocations.

Então que tal conferir nossas dicas de como aprender collocations para ficar ainda mais craque no inglês?

collocations

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente

Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.