Analisando letras

Confira a interpretação de Caçador de Mim, de Milton Nascimento

Por Érika Freire

16 de Abril de 2021, às 19:00


A música Caçador de Mim foi eternizada na potente voz de Milton Nascimento e se tornou uma das melhores da carreira do cantor.

Mas o que muitos desconhecem é que este poderoso sucesso é da banda mineira 14 Bis e foi lançado dentro do disco 14 Bis II, de 1980. 

Milton Nascimento
Milton Nascimento / Créditos: Divulgação

Um ano depois, Milton Nascimento decidiu regravar a música, fazendo Caçador de Mim se tornar o um ícone. Milton gostou tanto da música que até usou como título de seu 14º álbum, lançado em 81 e que conta com a participação de grandes nomes da MPB, como Flávio Venturini, Roupa Nova e Ney Matogrosso.

Se você se emociona sempre que escuta Caçador de Mim, vem com a gente interpretar e saber mais sobre a história por trás da composição deste grande sucesso. 

Interpretação da música Caçador de Mim 

Um dos maiores sucessos na voz de Milton Nascimento, Caçador de Mim é a sexta faixa do disco homônimo, lançado por um dos fundadores do Clube da Esquina, em 1981.

A letra foi composta por Sérgio Magrão, baixista do 14 Bis em parceria com o compositor e instrumentista Luiz Carlos Sá. Como tema central, Caçador de Mim fala sobre a busca por autoconhecimento e aceitação da sua própria identidade.

Até hoje, muitos ainda associam a música como sendo de Milton Nascimento por conta do sucesso estrondoso na voz do cantor, que trouxe para a música a sua expressividade única, marcada principalmente pela força do timbre.   

Confira a versão original do 14 Bis:

Emocionante, Caçador de Mim vai além da sonoridade, capaz de arrancar lágrimas logo na introdução e entrega uma rica letra, repleta de versos profundos sobre a busca do ser humano.

É uma canção que fala sobre os conflitos, os opostos e toda a complexidade que permeia a nossa mente. A começar pelo título, o caçador de mim, é o sujeito que busca a si mesmo com persistência, entusiasmo: 

Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu, caçador de mim

No primeiro verso notamos a constatação sobre o jeito de ser do personagem. Ele se percebe emotivo e cheio de amor, mas que tem seus lados opostos.

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Ele é um indivíduo sensível, com alta capacidade de se deixar levar pela arte, mais especificamente a música. Não faz vistas grossas para o amor, ele se deixa levar a paixões infinitas, daquelas que provavelmente ele se recordará com o passar dos anos. 

Como vivemos em sociedade, somos moldados e adquirimos costumes considerados aceitáveis para se viver com o meio. Mas o personagem está agora em busca de sua identidade mais verdadeira, mesmo que precise sair para longe de seu lugar de conforto. É uma caça pela sua própria essência para se viver de forma mais verdadeira.

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Tendo em vista que foi composta ainda dentro do período ditatorial, quando ele se refere ao correr da luta, pode ter relação com essa fase. Jovens, intelectuais, artistas e grupos organizados da sociedade civil até poderiam sentir medo, mas precisaram esquecer para seguir adiante.

Na busca incessante por si mesmo, é preciso se desnudar, abrir o peito e mergulhar fundo na procura

Fugir às armadilhas da mata escura é ter discernimento para saber escapar dos obstáculos e das dificuldades pelo caminho. Como a busca nunca termina, é como se a trilha nunca estivesse às claras, ela vai iluminando aos poucos, a cada novo despertar de si mesmo. E o caminho é sempre individual e solitário, porque ninguém pode evoluir o outro. 

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim

No verso final, o personagem observa que o caminho é longo, e que é preciso continuar sonhando alto para chegar ainda mais longe. Ele não está preocupado onde se chega exatamente e vai descobrir aos poucos o que faz o coração dele bater.

O caçador de si mesmo aprecia a jornada, respeita seus instintos e nunca desiste de descobrir a si mesmo

Letra reflete o contexto atual

A letra de Caçador de Mim ajuda a entendermos a nós mesmos no período de pandemia. Isolados dentro de casa, estamos experimentando a busca pelo autoconhecimento.

Apesar da angústia, é preciso enfrentar o medo e confiar que uma versão melhor de nós mesmos e da sociedade poderá surgir quando tudo passar.

Para amenizar a dor, precisamos mergulhar em nós mesmos, nos tornar caçadores da nossa essência e viver com mais verdade focando no momento presente. 

Bastidores da composição de Caçador de Mim

Os compositores da música Caçador de Mim, Sérgio Magrão e Luiz Carlos Sá, se inspiraram no livro O Apanhador No Campo de Centeio, de J. D. Salinger.

A obra é um dos maiores clássicos da literatura, publicado em 1951 e conta a história de um adolescente e suas angústias. Após o mau desempenho na escola, ele volta para a casa e começa a refletir sobre sua vida. 

Foi a busca pela compreensão de si mesmo e a tentativa de encontrar a sua personalidade que inspiraram os compositores. 

Capa do livro O Apanhador No Campo de Centeio
Capa do livro O Apanhador No Campo de Centeio / Créditos: Divulgação

Conheça outras 9 músicas que são inspiradas em livros e você não sabia 

O livro de J. D. Salinger também teria inspirado Mark David Chapman a assassinar o Beatle John Lennon, em 1980. Ele até queria mudar seu nome para Holden Caulfield, personagem principal da história. 

Segundo Sérgio Magrão, o cantor Milton Nascimento havia sido produtor de um dos discos do 14 Bis e foi assim que entrou em contato com a música pela primeira vez. 

Milton se apaixonou pela música e decidiu usá-la como título de um dos álbuns mais importantes de sua carreira. Sérgio estava na arquibancada do palco quando ouviu Caçador de Mim pela primeira vez na voz de Bituca e não conteve a emoção.

Capa do álbum Caçador de Mim, de Milton Nascimento
Capa do álbum Caçador de Mim / Créditos: Divulgação

As melhores frases de Milton Nascimento 

Conhecido pelo apelido carinhoso de Bituca, Milton Nascimento é um grande compositor, intérprete e instrumentista de talento inigualável. Ao lado dos integrantes do Clube da Esquina, compôs músicas que entraram para a história da música brasileira.

Separamos entre alguns de seus maiores sucessos, 61 frases do Milton Nascimento para você compartilhar! 

Frases Milton Nascimento

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente

Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.