LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Analisando letras

Brown Sugar: entenda a história desse clássico dos Rolling Stones

Por Dora Guerra

29 de Março de 2020, às 12:00


Pra qualquer fã dos Stones, basta ouvir dois riffs da guitarra para reconhecer a clássica Brown Sugar

Rolling Stones
Créditos: Divulgação

A faixa foi lançada no disco Sticky Fingers, de 1971, considerado um dos álbuns mais icônicos do rock. Sabe aquele, que a capa é só uma virilha de calça jeans?

A capa, registrada por ninguém menos que Andy Warhol, está longe de ser a única coisa controversa nesse álbum. Brown Sugar já foi muito analisada e discutida e seu significado gerou várias teorias

Capa do álbum Sticky Fingers, dos Rolling Stones
Capa do álbum Sticky Fingers / Créditos: Divulgação

Por isso, achamos que era hora de analisar esse hit dos Rolling Stones. Qual a história por trás? O que a letra significa? Vamos te contar! 

A história da música Brown Sugar

Ao longo de sua vida, Mick Jagger não foi só um roqueiro icônico, como se aventurou na carreira de ator algumas vezes. Uma delas foi no longa-metragem Ned Kelly (1970), filmado na Austrália.

Entre filmagens, Mick supostamente se inspirou na cantora de soul Claudia Lennear no processo de composição. Ah, e um fato curioso: Lennear também inspirou a canção Lady Grinning Soul, do David Bowie! Poderosa, né?

Cláudia Lennear
Cláudia Lennear / Créditos: Divulgação

Em seu livro, Keith Richards, guitarrista da banda, conta que Jagger escreveu essa letra compulsivamente e chegou ao resultado final em cerca de 45 minutos. 

Ele escrevia em um caderninho amarelo e ia arrastando a letra de forma quase ilegível, com pressa. E ia acrescentando versos e mais versos, e arrancando as páginas. No fim, a letra estava pronta. Incrível, né?

Claro que o trabalho não foi só de Mick Jagger. É em Brown Sugar que está um dos riffs mais icônicos de Keith Richards, em uma música bem mais blues. Inclusive, no que diz respeito à parte sonora, é difícil ouvir essa música e não querer dançar.

Seja como for, o resultado desses 45 minutos de composição da letra gerou muuuita especulação sobre o que ela realmente significa.

Se for pensar na rapidez com que Jagger escreveu, talvez ele não tivesse pensado em nada tão profundo e só quis compor algo mais raso. Mas tem várias referências históricas por trás!

Fato é que a letra é pesada: hoje em dia, Mick Jagger diz que provavelmente não teria coragem de escrever uma letra assim. Conhecida por não usar meias palavras, a banda usa versos bastante diretos e rasgados pra expressar algumas críticas. 

The-rolling-stones-show
Créditos: Divulgação

Sobre Brown Sugar, as teorias são várias: fala sobre sexo? Heroína? Tráfico de escravos? Bom, vamos descobrir?

Significado da letra de Brown Sugar

Gold coast slave ship bound for cotton fields (Navio negreiro da costa dourada, direcionado às plantações de algodão)
Sold in a market down in New Orleans (Vendidos em um mercado lá em Nova Orleans)
Scarred old slaver knows he’s doing alright (Velho escravo marcado sabe que ele está indo bem)
Hear him whip the women, just around midnight (Ouça-o chicoteando as mulheres por volta da meia noite)

A música já abre lembrando da escravidão, narrando sobre os navios de escravos que tinham condições horrendas e transportavam pessoas de forma bastante desumana. Ainda nessa narrativa, Jagger segue contando sobre o tráfico em Nova Orleans. 

Navio negreiro, por Johann Moritz Rugendas
Navio negreiro, por Johann Moritz Rugendas / Créditos: Divulgação

Em seguida, o negócio fica ainda mais pesado: o artista lembra que, além do tráfico, as mulheres escravas sofriam de abusos sexuais e físicos. 

Ah, brown sugar, how come you taste so good? (Ah, açúcar mascavo, como é que você tem um gosto tão bom?)
Ah, brown sugar, just like a young girl should (Ah, açúcar mascavo, como uma menina jovem deveria!)

Bom, deu pra entender? A referência inicial da música é ao sexo entre um homem branco e uma mulher negra (nesse trecho, não fica claro se é uma relação consensual). 

Rola também uma objetificação clara à mulher negra, o que pode ser entendido em tom de crítica devido à estrofe anterior

E sim, é bem pesada, né? Muito provavelmente, trata-se de um mestre e uma escrava, em um ponto em que a escrava é apenas um objeto sexual para o homem.

Mas há outras interpretações: para uns, o açúcar marrom, ou mascavo, é na verdade uma referência à heroína de cor marrom, considerada mais pura (e viciante) que a heroína comum.

E faz sentido pelo verso em que Jagger se pergunta: por que tem um gosto tão bom?, como uma alusão ao efeito da heroína.

Drums beating cold English blood runs hot (Tambores batendo, sangue frio inglês corre quente)
Lady of the house wonderin’ where it’s gonna stop (Dama da casa imaginando onde vai parar)
House boy knows that he’s doing alright (Rapaz da casa sabe que ele está indo bem)
You should a heard him just around midnight (Você deveria tê-lo ouvido por volta da meia noite)

Agora, a narrativa conta sobre uma situação na Inglaterra. A “senhora da Casa”, citada na letra, tem várias interpretações: ou é a esposa do mestre, ouvindo a relação sexual entre ele e sua escrava e não podendo impedir; ou, ainda, a dona da casa que ouve o que está acontecendo com outras pessoas e só quer que pare.

Já o house boy (garoto da casa) é um apelido para os escravos que faziam trabalhos domésticos dentro da casa, normalmente uma posição “menos explorada” entre os escravos. 

Aparentemente, todas as pessoas na casa fingem que não há nada acontecendo entre o mestre e sua escrava, para não sofrer nenhum tipo de punição. 

I bet your mama was a tent show queen (Eu aposto que sua mãe era a rainha dos shows de bordel)
And all her boyfriends were sweet sixteen (E todos os namorados dela tinham doces dezesseis)

As tent show queens, citadas no verso, eram provavelmente mulheres que faziam parte dos shows de Vaudeville, se apresentando em circos itinerantes. 

Poster de um show de Vaudeville
Poster de um show de Vaudeville / Créditos: Divulgação

Quando Jagger sugere que seus namorados tinham 16 anos, significa que a mulher se envolvia com homens muito mais novos ou, mais provável nesse contexto, estava se prostituindo.

Novamente, os versos chamam a atenção para mulheres negras e sua relação com sua sexualidade, que nesses momentos históricos era apenas uma “moeda”. 

I’m no school boy but I know what I like (Não sou nenhum estudante mas eu sei o que eu gosto)
You should have heard me just around midnight (Você deveria ter me ouvido por volta da meia noite)

Agora, a narrativa se passa no presente: o eu lírico admite estar perpetuando essa sexualização da mulher negra, mas parece não se importar e segue só pelo seu prazer. 

Se isso é uma crítica que Jagger faz ou uma espécie de confissão, não dá pra saber. Os Stones eram conhecidos tanto por suas letras repletas de crítica, quanto por não ter medo de dizer nada. Por isso, todas as teorias valem.

As maiores bandas do rock internacional

Com seus discos polêmicos e trabalhos marcantes, os Rolling Stones são uma banda bastante icônica na história do rock internacional.
Hoje, mesmo passando por dificuldades físicas, a banda segue junta fazendo turnê. E quem diria, né?

The Rolling Stones
Créditos: Divulgação

Se você ainda sonha com um showzinho com Mick Jagger rebolando a cintura como a gente, pode se preparar com a seleção especial que fizemos. Listamos algumas das maiores bandas do rock internacional e os Stones são só uma das várias bandas.

Quem será que fez parte da nossa escolha? Só lendo pra saber, né? Então vem ver o nosso post com as 15 melhores bandas de rock internacional!

Melhores bandas de rock