LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Dicas de inglês

Como aprender inglês com música

Por Camila Fernandes

24 de Maio de 2019, às 07:00


Aprender inglês com música é possível e é mais eficiente do que você imagina. Nada melhor do que estudar fazendo algo que gosta. Além disso, você certamente vai concordar que é muito mais fácil se lembrar da letra de uma música do que de um texto acadêmico, certo?

Para tornar esse processo de aprendizagem ainda mais eficaz, é preciso saber usar os instrumentos disponíveis a seu favor, escolher uma boa metodologia e ter muita dedicação.

Separamos alguns passos que você pode seguir para começar a aprender inglês com música agora mesmo, confira!

7 passos para aprender inglês com música

Existem diferentes possibilidades para usar a música nos estudos de um novo idioma, então separamos alguns passos para que você consiga trabalhar as quatro habilidades do inglês (listening, speaking, writing e reading), além de tornar seu aprendizado mais eficiente e prazeroso. Escolha sua música e vamos começar!

1. Escute a música e anote o que entendeu

O primeiro passo é escutar com muita atenção. Ouça a música duas ou três vezes se for necessário, e tente entender o máximo possível de palavras — esse exercício vai variar um pouco de acordo com o seu nível atual.

Depois de escutar com atenção, faça um resumo do que você entendeu da letra. Não se prenda a palavras desconhecidas, nem comece tentando uma tradução literal. A ideia aqui é compreender o sentido da canção com o máximo de detalhes que você conseguir.  

2. Escute a música lendo a letra

O segundo passo será procurar a letra. Vá ao Letras.mus.br, ou ao aplicativo do Letras, e procure pela música que acabou de ouvir. Dê o play novamente e, agora, tente entender o significado da canção, ainda sem olhar a tradução. Você vai ver que, com a letra em mãos, a compreensão já fica bem mais fácil.

3. Marque as palavras que não conhece

Continue com a letra, mas agora sem ouvir a música. Leia tudo e marque todas as palavras que você não conhece. Procure o significado de cada uma delas, de preferência, sem olhar a tradução.

Para isso, você pode digitar a palavra no Google e ir na aba de imagens, ou pode procurar em dicionários próprios de inglês, sem tradução, daqueles que explicam a definição das palavras.

4. Confira a tradução

Agora sim, depois de todo esse processo, é hora de olhar a tradução. Volte ao Letras e confira a letra traduzida ao lado da original, comparando as duas e tentando encontrar as palavras que você havia marcado antes.

5. Transcreva a letra

Pegue papel, caneta, e dê o play na música novamente. Vá pausando e tente anotar a letra completa (não vale colar do Letras). Terminou? Agora sim, pode voltar ao site e conferir o que acertou.

6. Cante Junto

Dissemos que você iria treinar as quatro habilidades, não é mesmo? E não mentimos! É hora de soltar a voz e treinar a pronúncia das palavras. Se quiser tornar tudo ainda mais divertido, coloque o vídeo com legenda e solte a voz!

Caso tenha medo de assustar os vizinhos, não tem problema, você pode só ler a letra em voz alta. 😅

7. Insista no replay

A não ser que tenha uma super memória, você não vai aprender a música toda depois de ouvir apenas uma vez. Não precisa repetir todo o processo, o ideal é focar nos pontos em que você tem mais dificuldade.

Mesmo depois que estiver satisfeito com o resultado das tarefas, vale continuar ouvindo a música para relembrar e praticar.

Dicas para facilitar o aprendizado

Seguindo os passos acima, suas chances de sucesso são enormes, mas existem ainda algumas dicas que podem ajudar a tornar a evolução mais rápida e o aprendizado mais sólido. Veja abaixo!

Comece com músicas mais fáceis

No começo, procure escolher músicas mais lentas, com palavras bem pronunciadas e que falem sobre assuntos comuns. Evite letras cheias de metáforas e artistas que “cortam” as palavras. Veja algumas letras fáceis para começar a treinar:

1. Firework, da Katy Perry
2. The Climb, da Miley Cyrus
3. Scars To Your Beautiful, da Alessia Cara
4. Flashlight, da Jessie J
5. When We Were Young, da Adele
6. Treat You Better, do Shawn Mendes

Foque em um sotaque

O inglês é falado em muitos países, e nós temos bastante contato com músicas de pelo menos três deles: Canadá, Estados Unidos e Inglaterra. Os sotaques desses lugares são diferentes, e isso pode ser notado mesmo nas músicas.

Na música Perfect Duet, por exemplo, que é uma parceria entre Ed Sheeran (britânico) e Beyoncé (americana), é fácil perceber algumas diferenças no modo como os dois cantores pronunciam algumas palavras. Outras músicas fáceis de perceber o sotaque:

Canadá:
Love Yourself, do Justin Bieber
I’m With You, da Avril Lavigne

Estados Unidos:
Next To Me, do Imagine Dragons
Heart Attack, da Demi Lovato

Inglaterra:
Yellow, do Coldplay
Sky Full Of Song, da Florence and The Machine

Se você é iniciante na língua, escolha músicas de apenas um país e aprenda a pronúncia das palavras com aquele sotaque. Caso contrário, você pode ficar confuso e tornar tudo mais difícil.

No entanto, se você já está em um nível intermediário ou avançado, a dica é justamente o contrário — você provavelmente já é bom o suficiente no listening para diferenciar os sotaques, e vale muito ouvir cantores de países distintos para brincar de identificar as diferenças.

Treine todos os dias

Quanto mais você escuta, mais aprende. Escolha ao menos uma música por dia para fazer todos os passos que listamos acima. É possível fazer tudo em menos de 30 minutos.

Tente inserir as músicas também em outros momentos do dia — enquanto está no carro ou no ônibus, enquanto toma banho, antes de dormir. Crie uma playlist e vá adicionando as músicas que já estudou, assim você consegue praticar e não esquece o que já aprendeu.

Motivos para estudar inglês com música

A diversão já é um ótimo argumento, mas, pode acreditar, existem outros motivos para usar a música no aprendizado do inglês. Confira alguns!

Psicologia

Estudos da psicologia cognitiva indicam que temos mais facilidade em recordar memórias episódicas do que semânticas, ou seja, é mais provável nos lembrarmos de coisas contextualizadas, que trabalhem mais de um sentido e que estejam associadas a emoções.

Além disso, quanto mais vezes um aprendizado semântico é repetido, mais chances temos de lembrar dele a longo prazo. A música proporciona tanto a repetição quanto a conexão emocional.

Familiarização com a pronúncia

A sonoridade do português é diferente da do inglês — o exemplo mais claro disso é o famoso som do “th”, inexistente no português, que tira o sono dos iniciantes na língua inglesa. Quando alguém começa a aprender um novo idioma, estar familiarizado com os sons é de grande ajuda; e som é o que não falta em música, né?

Aprendizado da linguagem coloquial

As músicas populares possuem uma linguagem leve e descontraída, mais ou menos como os nativos falam no dia a dia. Por esse motivo, as canções são ótimas para aprender uma forma mais coloquial de falar, com gírias e expressões que as gramáticas não ensinam.

Let’s begin!

Seguindo os passos acima e treinando todos os dias, você vai ver que aprender inglês com música é realmente eficiente. Para começar já, dá o play nessa seleção de músicas para facilitar seu aprendizado e vamos estudar!

Playlist músicas para aprender inglês