Hey Bacana

Biorki

Nóis só briga, a gente não conversa mais
A gente fecha os punhos dizendo que é pela paz
O ódio manda e nós faz, todo mundo quer mais
Bicho louco igual Taz, humanidade aqui jaz
Mas, será que é jogar esse verso fora

Dizer que é preciso mudar?
Se pá cada peça está exatamente onde queira estar
Então vou parar de rimar? Subir numa ponte e pular?
Sou bem mais teimoso que isso
Cê deu o play favor escutar

Até que a gente volte a fingir que sente não
Até que a gente volte a lembrar quem é irmão
Até que a gente entenda que a vida é uma missão
Até que a gente veja a luz em meio a escuridão
Que não está só no outro, bota tua alma no espelho, mas
Não se assuste vendo o quanto nós somos iguais

Orgulhosos demais, mentirosos demais
Nada me basta diante do outro eu preciso ser mais
Eu preciso ter mais, fede a ingratidão
Já que o ar que eu não criei enche o meu pulmão
É fácil a ilusão, mano, alucinação
Entre os gatinhos do pet achar que é o leão

Hey bacana quem te fez tão bom assim?
Já parou pra pensar que esse é o nosso fim
Humanidade sem o coletivo para
Maior é o que o nos une do que nos separa

O ódio é um produto que vende que nem água
Mata sua sede entre facadas, tiros e palavras
Mundo real sangra e a gente até gosta saca
Venceu quem prometeu que todos teriam uma arma

É fácil entender faz as contas pra cê ver
No jogo do ódio em vão quantos odeiam você
No mundo onde gente vazia segue gente carente
Imagina o ódio vindo de quem governa a gente
Palavras que dão aptidão, liberação

Pra odiar quem não se encaixa no padrão
Se não bastasse o atraso, a alienação
Fizeram isso com status de ato cristão
Se cristianismo é isso me chamem de desviado
Seu Cristo fuzilou, mas nunca foi fuzilado
Nunca foi exilado, preso e humilhado

Nunca desceu do palácio pra visitar os barracos
E nesse caso falamos de cristos bem diferentes
O Cristo que eu conheço ainda tem cheiro de gente
Amigo de pecadores ainda escreve na areia
Cuidado Ele tem amigos que você odeia

Hey bacana quem te fez tão bom assim?
Já parou pra pensar que esse é o nosso fim
Humanidade sem o coletivo para
Maior é o que o nos une do que nos separa


Posts relacionados

Ver mais no Blog