Mocinho Bonito

Billy Blanco

Mocinho bonito
Perfeito improviso do falso grã-fino
No corpo é atleta
Mas no crânio é menino
Que além do ABC
Nada mais aprendeu
Queimado de sol
Cabelo assanhado
Com muito cuidado
Na pinta de conde
Se esconde um coitado
Um pobre farsante que a sorte esqueceu
Contando vantagem
Que vive de renda
E mora em palácio
Procura esquecer um barraco no Estácio
Lugar de origem que há pouco deixou
Mocinho bonito
Que é falso malandro de Copacabana
O mais que consegue é um vintão por semana
A mana do peito jamais lhe negou

Composição: Billy Blanco
Enviada por igor. Revisão por Cristiano.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Billy Blanco

Ver todas as músicas de Billy Blanco