Sem Rumo e Sem Destino

Beth Carvalho

De corpo e pensamento, nesse mundo
Pelo longo das calçadas da cidade
Entre imagens refletidas nas vitrines, vou

Repartindo meu amor pela avenida central
Por baixo das marquises minha sombra
Projetando o lado certo da tristeza
E por baixo dos meus planos

Meus enganos, vão
E sem rumo e sem destino
Ainda tenho amanha
De resto nada levo para sempre

A não ser o seu retrato na carteira
Dou um beijo, dá licença, tá hora Deus
Estou sempre de saída
Quando estou pra chegar

Composição: Antonio Adolfo / Tiberio Gaspar
Enviada por Helio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog