Blackened Call

Belzebubs

Original Tradução Original e tradução
Blackened Call

Hear the blackened call
Summoning the night
Hearken to the Moon
Majesty of skies

Armed with the sacred might
Wielding ancient lore
Guarded by the blackest words
I stand by this gate

I command and constrain thee
Oh spirits of the night
By him who spoke the word
The king of Netherworld

Hear the blackened call
Summoning the night
Hearken to the Moon
Majesty of skies

I know the secret names
To unlock hidden vaults
Mysteries of ancient times
I grasp them all

Authority from supreme lord
Harbinger of Doom
Crown of flames upon his brow
He watches over this world

By the names
Adonai, Blohim, Zobroth
Azazel and Beelzebub

I command you
I constrain you
Oh, spirits of the night

Weathred in flames
Smoke upon my brow
I command all thee
Spirits of the night

Armed with the sacred might
Wielding ancient lore
Guarded by the blackest words
I stand by this gate

I command and constrain thee
Oh spirits of the night
Open these grim doors
And let me pass into the deep

Hear the blackened call
Summoning the night
Hearken to the Moon
Majesty of skies

Chamado Negro

Ouça o chamado negro
Invocando o anoitecer
Ouça a Lua
A majestade dos céus

Armado com o poder sagrado
Empunhando o conhecimento ancião
Guardado pelas mais negras palavras
Eu permaneço diante deste portão

Eu comando e restrinjo-te
Espíritos noturnos
Por aquele que pronuncia as palavras
O Rei do Submundo

Ouça o chamado negro
Invocando o anoitecer
Ouça a Lua
A majestade dos céus

Eu sei os nomes secretos
Que destrancam cofres escondidos
Mistérios de épocas antigas
Eu compreendo todos eles

Autoridade do Supremo Senhor
O Anunciador da Desgraça
Uma coroa de chamas sobre sua testa
Ele observa todo este mundo

Pelos nomes de
Adonai, Blohim, Zobroth
Azazel e Belzebu

Eu comando vocês
Eu restrinjo vocês
Ó, espíritos noturnos

Deformado pelas chamas
Fumaça sobre minha testa
Eu comando todos vós
Espíritos noturnos

Armado com o poder sagrado
Empunhando o conhecimento ancião
Guardado pelas mais negras palavras
Eu permaneço diante deste portão

Eu comando e restrinjo-te
Ó, espíritos noturnos
Abram essas portas sombrias
E me deixem entrar nas profundidades

Ouça o chamado negro
Invocando o anoitecer
Ouça a Lua
A majestade dos céus

Composição: Hubbath
Enviada por Leonardo e traduzida por Angelus. Legendado por pedro.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog