Flaws

Bastille

Original Tradução Original e tradução
Flaws

When all of your flaws and all of my flaws
Are laid out one by one
A wonderful part of the mess that we made
We pick ourselves undone

All of your flaws and all of my flaws
They lie there hand in hand
Ones we've inherited, ones that we learned
They pass from man to man

There's a hole in my soul
I can't fill it I can't fill it
There's a hole in my soul
Can you fill it? Can you fill it?

You have always worn your flaws upon your sleeve
And I have always buried them deep beneath the ground
Dig them up; let's finish what we've started
Dig them up, so nothing's left unturned

All of your flaws and all of my flaws
When they have been exhumed
We'll see that we need them to be who we are
Without them we'd be doomed

There's a hole in my soul
I can't fill it I can't fill it
There's a hole in my soul
Can you fill it? Can you fill it?

You have always worn your flaws upon your sleeve
And I have always buried them deep beneath the ground
Dig them up; let's finish what we've started
Dig them up, so nothing's left unturned

When all of your flaws
And all of my flaws are counted
When all of your flaws
And all of my flaws are counted

You have always worn your flaws upon your sleeve
And I have always buried them deep beneath the ground
Dig them up. Let's finish what we've started
Dig them up. So nothing's left unturned

All of your flaws and all of my flaws
Are laid out one by one
Look at the wonderful mess that we made
We pick ourselves undone

Defeitos

Quando todos seus defeitos e todos os meus defeitos
São colocados um por um
Uma parte maravilhosa da bagunça que fizemos
Nós nos escolhemos desfeitos

Todos os seus defeitos e todos os meus defeitos
Encontram-se ali de mãos dadas
Que nós herdamos, aqueles que aprendemos
Eles passam de homem para homem

Há um buraco na minha alma
Eu não consigo preenchê-lo, não consigo preenchê-lo
Há um buraco na minha alma
Você pode preencher? Você pode preencher?

Você sempre teve seus defeitos à flor da pele
E eu sempre os enterrei profundamente abaixo do solo
Desenterre-os, vamos terminar o que começamos
Desenterre-os, então nada é deixado de lado

Quando todos seus defeitos e todos os meus defeitos
Quando tiverem sido exumados
Vamos ver que precisamos deles para sermos quem somos
Sem elas estaríamos condenados

Há um buraco na minha alma
Eu não posso preenchê-lo, não posso preenchê-lo
Há um buraco na minha alma
Você pode preencher? Você pode preencher?

Você sempre teve seus defeitos à flor da pele
E eu sempre os enterrei profundamente abaixo do solo
Desenterre-os, vamos terminar o que começamos
Desenterre-os, então nada é deixado de lado

Quando todos os seus defeitos
E todos os meus defeitos estão contados
Quando todos os seus defeitos
E todos os meus defeitos estão contados

Você sempre teve seus defeitos à flor da pele
E eu sempre os enterrei profundamente abaixo do solo
Desenterre-os, vamos terminar o que começamos
Desenterre-os, então nada é deixado de lado

Quando todos seus defeitos e todos os meus defeitos
São colocados um por um
Uma parte maravilhosa da bagunça que fizemos
Nós nos escolhemos desfeitos

Composição: Dan Smith
Enviada por Matheus e traduzida por raphael. Legendado por Mônica e mais 3 pessoas. Revisões por 5 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Bastille

Ver todas as músicas de Bastille