Saudade de Rosa

Bartô Galeno

Eu ontem tive tanta sorte
A malvada da Morte andou perto de mim
Eu, no meu carro, dei bobeira
Numa brincadeira, quase levo o fim
Eu, no meu carro, dei bobeira
Numa brincadeira, quase levo o fim

Andava a toda velocidade
Pra superar a saudade
Que andava junto a mim
Essa saudade era de Rosa
Coisa mais linda do meu jardim
Essa saudade era de Rosa
Coisa mais linda do meu jardim

Eu também sou filho do Divino
Por ser menino, Deus me perdoou
Compreendi que estava errado
Que não se deve morrer por amor
Compreendi que estava errado
Que não se deve morrer por amor

Eu ontem tive tanta sorte
A malvada da Morte andou perto de mim
Eu, no meu carro, dei bobeira
Numa brincadeira, quase levo o fim

Andava a toda velocidade
Pra superar a saudade
Que andava junto a mim
Essa saudade era de Rosa
Coisa mais linda do meu jardim
Essa saudade era de Rosa
Coisa mais linda do meu jardim

Essa saudade era de Rosa
Coisa mais linda do meu jardim

Composição: Bartô Galeno / Regy Campelo
Enviada por Nivaldo. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog