Sem Vergonha

Barão Vermelho

Eu sei que esse encontros
Por acaso
São coincidências demais
Eu sento na mesa
Eu viro a cabeça
E você vem atrás

E tantos elogios
Por acaso
São coincidências demais
O olho aceso
Café, sobremesa
E você vem atrás

Eu armo o picadeiro
Mas no fim, no fim
Você tropeça e cai
E perde a canastra e ri
E diz: "Até mais"

Pra me provocar
Me deixar maluco
E eu vou atrás
Sem vergonha e sem culpa
Na paz

Sem vergonha e sem culpa
Na paz

Composição: Cazuza
Enviada por Walter.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Barão Vermelho

Ver todas as músicas de Barão Vermelho