¿Quién Eres Tú?

Luis Eduardo Aute

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

¿Quién Eres Tú?

De que espacio sideral desconocido
De que tiempo que ya fue o aun no ah sido?
¿De que lluvia de planetas has caido
Proclamado un aqui estoy
Porque he venido?
Que aunque no se trate de pedir permiso
Por pisar el mismo vertigo que piso
No se apunta un corazon sin previo aviso
Tan de pronto y disparando tan presiso

¿Quien eres tu?
¿Quien eres tu prodigio budu?
¿Quien eres tu en sueño tabu?
¿Quien eres tu, quiern eres tu, quien eres tu?
Cuando ya no queda mas que ese momento
En que comienza a repetirse el argumento
Apareces de repente con el cuento
De que no hay historias solo sentimientos
Y me invades con palabras como besos
Hinundando con pajaros exesos
Que dificil intentar salir ilesos
De estas magia de la que nos hariamos presos

¿Quien eres tu?
¿Uien eres tu prodigio budu?
¿Quien eres tu en sueño tabu?
¿Quien eres tu, quien eres tu, quiern eres tu?
Te aseguro que no quiero hacerme el fuerte
En todo caso me da panico creerte
No se si eres el presajio de la suerte
O al contrario vienes a darme la muerte
Pero seas agua turbia o agua nieve
Como nube ver cuando me dices bebe
Que la sed se va apagando y es mas breve
Al tiempo que se pasan los años y no llueve

¿Quien eres tu?
¿Quien eres tu prodigio budu?
¿Quien eres tu en sueño tabu?
¿Quien eres tu?
¿Quien eres tu? ¿quien eres tu?

Quem é você?

Esse espaço desconhecido
A partir desse momento já era ou ainda não foi ah?
Quais são os planetas chuva caiu
Um Proclamado aqui estou eu
Porque eu vim?
Embora ele não vai tentar pedir permissão
Por trilhando o mesmo vertigem que plana
Não apontando um coração sem aviso prévio
Assim que presiso e tiro

Quem é você?
Quem é você Budu prodígio?
Quem é você no sonho tabu?
Quem é você, quiern é você, quem é você?
Quando há mais do que o tempo
Inicia-se a repetir o argumento
De repente, apareceu com a história
Histórias que ninguém sentimentos
E me invade com palavras como beijos
Hinundando pássaros com exes
Quão difícil tentar sair ileso
Destes magia que hariamos prisioneiros

Quem é você?
Ho é você? Budu prodígio?
Quem é você no sonho tabu?
Quem é você, quem é você, quiern é você?
Você com certeza não quer tornar-se forte
Em qualquer caso, eu acredito que o pânico
Não, se você é o sortudo presajio
Ou, inversamente, você vem dar-me a morte
Mas você é água barrenta ou lama
Como nuvem quando vejo você diz bebe
Fades sede e mais curto
Enquanto os anos se passaram e nenhuma chuva

Quem é você?
Quem é você Budu prodígio?
Quem é você no sonho tabu?
Quem é você?
Quem é você? Quem é você?


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Luis Eduardo Aute

Ver todas as músicas de Luis Eduardo Aute