A Voz Rouca da Crooner

Áurea Martins

Quase de manhã
Agora, dez pras cinco, no Boulevard
Agora, um vazio e eu nesse bar
Um cheiro de conhaque pelo ar

Quase de manhã
A crooner de voz rouca
Quer me matar
Um pot-pourri de mágoas

Desilusões
Venenos pros doentes
Corações
Agora é hora de voltar
Hora de tentar
De comprar o pão

Que jeito?
Deixar a chuva me lavar
Tentar aliviar
Quem sabe despertar minha vida
Sentar no seu portão
Pedir o seu perdão
E chorar


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Áurea Martins

Ver todas as músicas de Áurea Martins