La Llorona

Ángela Aguilar

Original Tradução Original e tradução
La Llorona

Salías de un templo un día, llorona
Cuando al pasar, yo te vi
Salías de un templo un día, llorona
Cuando al pasar, yo te vi

Hermoso huipil llevabas, llorona
Que la virgen, te creí
Hermoso huipil llevabas, llorona
Que la virgen te creí

Ay, de mi llorona, llorona, llorona
De un campo lirio
Ay, de mi llorona, llorona, llorona
De un campo lirio

El que no sabe de amores, llorona
No sabe lo que es martirio
El que no sabe de amores, llorona
No sabe lo que es martirio

No sé que tienen las flores, llorona
Las flores de un camposanto
No sé qué tienen las flores, llorona
Las flores de un camposanto

Que cuando las mueve el viento, llorona
Parece que está llorando
Que cuando las mueve el viento, llorona
Parece que está llorando

Ay de mi llorona, llorona, llorona
Llévame al río
Ay de mi llorona, llorona, llorona
Llévame al río

Tápame con tu rebozo llorona porque
Me muero de frío
Tápame con tu rebozo llorona porque
Me muero de frío

A Chorona

Você estava saindo de templo um dia, chorona
Quando ao passar, eu te vi
Você estava saindo de templo um dia, chorona
Quando ao passar, eu te vi

Você estava usando um belo huipil, chorona
Que acreditei que você fosse uma santa
Você estava usando um belo huipil, chorona
Que acreditei que você fosse uma santa

Ai de mim, chorona, chorona, chorona
De um campo de lírios
Ai de mim, chorona, chorona, chorona
De um campo de lírios

Aquele que não sabe sobre amores, chorona
Não sabe o que é martírio
Aquele que não sabe sobre amores, chorona
Não sabe o que é martírio

Eu não sei o que têm as flores, chorona
As flores de um cemitério
Eu não sei o que têm as flores, chorona
As flores de um cemitério

Que quando são movidas pelo vento, chorona
Parece que estão chorando
Que quando são movidas pelo vento, chorona
Parece que estão chorando

Ai de mim, chorona, chorona, chorona
Leva-me para o rio
Ai de mim, chorona, chorona, chorona
Leva-me para o rio

Cubra-me com teu manto, chorona
Porque morro de frio
Cubra-me com teu manto, chorona
Porque morro de frio

Composição: Luis Martínez Serrano
Enviada por sakuva. e traduzida por Rafael. Legendado por Laura. Revisão por aly.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog