Absurda

Anahí

Original Tradução Original e tradução
Absurda

No es culpa de la vida
Ni de quién te hizo mal
Tú sola te lastimas
Dándole cuerda a un amor virtual

No es culpa de la luna
Ni del cielo, ni del sol
Tu instinto sigue enfermo
No sabe de lecciones tu corazón

Tú siempre te mentiste
Perdida en su mirada
¿Por qué sigues buscando ahora
Dónde ya no hay nada?

Despiértate, absurda
No sigas a obscuras
Él nunca te quiso
Él solo te hizo probar la locura

Despiértate, absurda
La vida no es esto
Abre los ojos y empuja al olvido
Sus besos

No seas absurda
Siempre hay un verano después
Después del invierno

Levántate del suelo
Y yo te veo volar
Conoces este juego
Donde ya sabes, no ganarás

Tú siempre te mentiste
Perdida en su mirada
¿Por qué sigues buscando ahora
Dónde ya no hay nada?

Despiértate, absurda
No sigas a obscuras
Él nunca te quiso
Él solo te hizo probar la locura

Despiértate, absurda
La vida no es esto
Abre los ojos y empuja al olvido
Sus besos

No seas absurda
Siempre hay un verano después

La princesa de un cuento que no existe
Niña absurda, dile adiós a lo que fuiste

Despiértate, absurda
No sigas a obscuras
Él nunca te quiso
Él solo te hizo probar la locura

Despiértate, absurda
La vida no es esto
Abre los ojos y empuja al olvido
Sus besos

Despiértate, absurda
No sigas a obscuras
Él nunca te quiso
Él solo te hizo probar la locura

Perdónate, absurda
La vida no es esto
Abre los ojos y empuja al olvido
Sus besos

No seas absurda
Siempre hay un verano después
Después del invierno

Absurda

Não é culpa da vida
Nem de quem te fez mal
Você mesma se machuca
Dando corda a um amor virtual

Não é culpa da Lua
Nem do céu, nem do Sol
Seu instinto continua doente
Seu coração não aprende

Você sempre mentiu pra si mesma
Perdida em seu olhar
Por que você continua procurando agora
Onde já não há nada

Acorde, absurda
Não continue às escuras
Ele nunca te amou
Ele só te levou à loucura

Acorde, absurda
A vida não é isso
Abra os olhos e trate de esquecer
Os beijos dele

Não seja absurda
Sempre há um verão depois
Depois do inverno

Levante-se do chão
E eu te vejo voar
Você conhece esse jogo
Onde já sabe que não vai ganhar

Você sempre mentiu pra si mesma
Perdida em seu olhar
Por que você continua procurando agora
Onde já não há nada

Acorde, absurda
Não continue às escuras
Ele nunca te amou
Ele só te levou à loucura

Acorde, absurda
A vida não é isso
Abra os olhos e trate de esquecer
Os beijos dele

Não seja absurda
Sempre há um verão depois

A princesa de um conto que não existe
Menina absurda, diga adeus ao que você foi

Acorde, absurda
Não continue às escuras
Ele nunca te amou
Ele só te levou à loucura

Acorde, absurda
A vida não é isso
Abra os olhos e trate de esquecer
Os beijos dele

Acorde, absurda
Não continue às escuras
Ele nunca te amou
Ele só te levou à loucura

Perdoe a si mesma, absurda
A vida não é isso
Abra os olhos e trate de esquecer
Os beijos dele

Não seja absurda
Sempre há um verão depois
Depois do inverno

Composição: Anahi / Claudia Brant / Noel Schajris
Enviada por Pablo e traduzida por Thayna. Legendado por Thais e gerciane. Revisões por 14 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Anahí

Ver todas as músicas de Anahí