Coisa Deus

Ana Cañas

Esse demônio preso no meu peito
É desejo de beijo, é paixão
Sobra só essa loucura
Que ninguém segura no meu coração
É coisa Deus, língua boa
Que soa na boca sem explicação
É bicho doído, é doido varrido, veneno vivo da canção

Diferente toda gente tem o bem o mal e o além
E não há quem não viva o amor no apocalipse de quem

Se vira, delira, na veia da vida
Tesão é rua sem saída
Me mata, me morre, assanha, socorre da sorte
Esse corte na vida
Me ama, me ama

Esse demônio preso no meu peito
É desejo de beijo, é paixão
Sobra só essa loucura
Que ninguém segura no meu coração
É coisa Deus, língua boa
Que soa na boca sem explicação
É bicho doído, é doido varrido, veneno vivo da canção

Diferente toda gente tem o bem o mal e o além
E não há quem não viva o amor no apocalipse de quem

Se vira, delira, na veia da vida
Tesão é rua sem saída
Me mata, me morre, assanha, socorre da sorte
Esse corte na vida
Me ama, me ama


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Ana Cañas

Ver todas as músicas de Ana Cañas