Tudo Eu

Amiri

Eu me senti abandonado na estrada
Que as memórias foram baseadas
Eu ir embora, olhar pra trás
Mas não poder fazer nada
Me perdoa por você ter ido cedo
Me perdoa por eu ter sentido medo
Erros que me prometi não cometer
Logo eu que prometi não prometer

Mas, você, eu nunca quis tanto
E eu nunca fiz tanto
Mas todo esse teu silêncio me diz tanto
Eu nunca fiz tanto
Eu nunca descanso
Mas você não vê e eu ainda me espanto

Tudo eu
Você doeu
Fez eu me sentir em metade
Fez eu me sentir em me– Não!
Tudo eu
Você doeu
Mesmo cedo, pareceu tarde

Você desagua em mim, e eu, oceano
Mas, depois do nosso fim, eu tô secando
Minha memória boa reflete tanto
E eu pedi você aos sete cantos
Mas eu não te sentia me amando
E eu não sabia que doía tanto
Pensando no que plantei
Enquanto eu colhia pranto

Eu nunca quis tanto
Eu nunca fiz tanto
Mas todo esse teu silêncio me diz tanto
Eu nunca fiz tanto
Eu nunca descanso
Mas você não vê e eu ainda me espanto

Tudo eu
Você doeu
Fez eu me sentir em metade
Fez eu me sentir em me– Não!
Tudo eu
Você doeu
Mesmo cedo, pareceu tarde

Eu nunca largaria a tua mão
Nunca!
Nem romantizei de ser fácil
Eu sempre acreditei que poderia me ver inteiro
Menos te deixar me ver frágil
Mas, amor, eu pararia chuvas
Eu traria o Sol de noite
Eu iria aonde fosse
Eu me daria aval
Pra transformar o amargo em doce
E eu quebrar a lei que fosse
Garantir que nada te faria mal

E eu tô tentando
Mas eu vou lembrando
Dessas cicatrizes
Que isso foi deixando
Eu nunca fiz tanto
Eu nunca descanso
Mas você não vê e eu ainda me espanto

Tudo eu
Você doeu
Fez eu me sentir em metade
Fez eu me sentir em me– Não!
Tudo eu
Você doeu
Mesmo cedo, pareceu tarde
Tudo eu
Você doeu
Fez eu me sentir em metade
Fez eu me sentir em me– Não!
Tudo eu
Você doeu
Mesmo cedo, pareceu tarde


Posts relacionados

Ver mais no Blog