All On Black

Alkaline Trio

Original Tradução Original e tradução
All On Black

I put it all on black, no color you're all dressed in
And a stab in the back left you bleeding on the floor
And I'm mourning the death, the recent passing of your insides
I smile in regret every time I think of how I spoke to you

I put it all in back of my mind where I hold you
I'm just trying to keep track how far back it really goes
And I'm living in lack of the blood sent from the heavens
I'm just trying to relax as the killer's waiting right outside my door

What's black and white?
What's read all over?
This tired book, this organ donor

Sweet blasphemy, my giving tree
It hasn't rained in years
I bring to you this sacrificial offering of virgin ears
Leave it to me, I remain free from all the comforts of home
And where that is, I'm pleased as piss to say, I'll never really know

I put them all in black, the four walls of my bedroom
And I trimmed them in red, peeled your picture off the wall
And I'm living in lack of the blood sent from your heartbeat
That arrived in your neck every time I salivated over you

What's upside down?
What's coated in silver?
This crucifix is my four leaf clover

Sweet blasphemy, my giving tree
It hasn't rained in years
I bring to you this sacrificial offering of virgin ears
Leave it to me, I remain free from all the comforts of home
And where that is, I'm pleased as piss to say, I'll never really know

One of these days, it's gonna catch up to you
Throwing looks like those around
One of these nights, I promise to you
I'll soon be sleeping sound
As soon as I leave town

Tudo Em Negro

Eu coloquei tudo em preto, nenhuma cor em que você está vestida
E uma facada nas costas te deixou sangrando no chão
E eu estou de luto pela morte, o recente falecimento do seu interior
Eu sorrio com pesar cada vez que penso em como eu falei com você

Eu coloco tudo em negro no fundo da minha mente onde te abraço
Eu apenas estou tentando manter o controle de quão longe isso foi
E eu estou vivendo em falta do sangue enviado dos céus
Estou apenas tentando relaxar, enquanto os assassinos esperam do lado de fora da minha porta

O que é preto e branco?
O que é escrito por toda parte?
Este livro cansado, este doador de órgãos

Doce blasfêmia, em minha árvore dada
Não choveu em anos
Eu trago pra ti esta oferenda de ouvidos virgens
Deixe isso comigo, eu permanecerei livre de todos os confortos de casa
E onde é, estou satisfeito e puto em dizer, eu nunca vou saber realmente

Eu coloco todas em negro, as quatro paredes do meu quarto
E eu aparo-as em vermelho, arranco suas fotos da parede
E eu estou vivendo em falta do sangue enviado dos seus batimentos cardíacos
Que chegam em seu pescoço toda vez que eu salivei sobre você

O que está de cabeça para baixo?
O que está revestido em prata?
Este crucifixo é o meu trevo de quatro folhas

Doce blasfêmia, em minha árvore dada
Não choveu em anos
Eu trago pra ti esta oferenda de ouvidos virgens
Deixe isso comigo, eu permanecerei livre de todos os confortos de casa
E onde é, estou satisfeito e puto em dizer, eu nunca vou saber realmente

Um dia desses, será da sua responsabilidade
Jogando olhares como aqueles em volta
Uma noite dessas, eu prometo a você
Em breve estarei dormindo tranquilamente
Assim que eu sair da cidade

Composição: Alkaline Trio
Enviada por ana e traduzida por Cândido.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Alkaline Trio

Ver todas as músicas de Alkaline Trio