Há Festa na Mouraria

Alexandra

Há festa na Mouraria
É dia da procissão
Da senhora da saúde
Até a Rosa Maria
Da rua do Capelão
Parece que tem virtude

Naquele bairro fadista
Calaram-se as guitarradas
Não se canta nesse dia
Velha tradição bairrista
Vibram no ar badaladas
Há festa na Mouraria

Colchas ricas nas janelas
Pétalas soltas no chão
Almas crentes, povo rude
Anda a fé pelas vielas
É dia da procissão
Da senhora da saúde

Após um curto rumor
Profundo siléncio pesa
Por sobre o largo da guia
Passa a Virgem no andor
Tudo se ajoelha e reza
Até a Rosa Maria

Como que petrificada
Em fervorosa oração
É tal a sua atitude
Que a rosa já desfolhada
Da rua do Capelão
Parece que tem virtude

Composição: Alfredo Duarte / António Amargo
Enviada por Mário.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog