La Stessa

Alessandra Amoroso

Original Tradução Original e tradução
La Stessa

Ridi ridi come ridi tu
Se ti va puoi restare però
Se piove ti prego accompagnami al mare
Perché mi da fastidio
Se c’è grigio da giorni
Ricordare che dall’altra parte del mondo
Qualcuno guarda il sole

L’amore si fa non lo si impone
Se ti va me lo insegni però
Se ho voglia di uscire lasciami fare
Perché mi da fastidio
A muovere un passo
E ricordare che dall’altra parte del mondo
C’è chi toglie I tacchi per ballare

Ora che il vento ci spettina il cuore
Dimmi cos’altro ti sembra davvero importante
Ora che cambio la giacca e la destinazione
Ragazza color autunno non sarò più

Tornerà
La voglia di correre
Vestiti così potremmo essere protagonisti di qualsiasi film
Tornerò, io
Tornerà tu
Torneranno le mode
Le canzoni d’estate
Ma io sarà la stessa
Se ci sei tu

Ridi ridi come ridi tu
Se rimani va bene però
L’abitudine lasciala fuori
Perché mi da fastidio
Vedere nulla di nuovo
Si parla sempre di amore per poi
Non farlo veramente

Ora che il mare riordina il cuore
Dimmi cos’altro ti sembra davvero importante
Ora che cambio la pelle la destinazione
Ragazza color autunno non sarò più

Tornerà
La voglia di correre
Vestiti così potremmo essere
Protagonisti di qualsiasi film
Tornerò, io
Tornerai tu
Cambieranno le mode
Le canzoni d’estate
Ma io sarà la stessa

Tornerà
Questa voglia di correre
Se mi guardi così potremmo essere
La prima fila dell’ultimo film
Tornerò, io
Tornerai tu
Torneranno a settembre
Le spiagge deserte
Ma io sarà la stessa
Se ci sei tu

Prenoterò il tuo buon umore
E una camera con vista

Io sarò la stessa
Tornerò, io
Tornerai tu
Cambieranno le mode
Le canzoni d’estate
Ma io sarà la stessa
Se ci sei tu

La stessa
Se ci sei tu

Tornerò, io
Tornerai tu
Torneranno a settembre
Le spiagge deserte
Ma io sarà la stessa
Se ci sei tu

A Mesma

Rir rir como você ri
Se você gosta de mim, ensina-me
Se chove te peço me acompanhe até o mar
Porque me incomoda
Se estiver cinza por dias
Lembrar-se que da outra parte do mundo
Alguém olha para o sol

O amor é feito não é imposto
Se você gosta de mim, ensina-me
Se eu quiser sair, deixe-me fazer isso
Porque me incomoda
A mover um passo
E lembrar-se que do outro lado do mundo
Há quem tira os saltos para dançar

Agora que o vento desperta o coração
Diga-me o que mais parece realmente importante
Agora que eu mudo o casaco e o destino
Garota do outono eu não serei mais

Voltará
O desejo de correr
Vestidos assim poderíamos ser os protagonistas de qualquer filme
Voltarei, eu
Voltará, você
Voltarão as modas
As músicas de verão
Mas eu serei a mesma
Se você estiver

Rir rir como você ri
Se você ficar, estará tudo bem
Deixe os hábitos de fora
Porque me incomoda
Não ver nada de novo
Fala-se sempre de amor para então
Não o ter de verdade

Agora que o vento desperta o coração
Diga-me o que mais parece realmente importante
Agora que eu mudo o casaco e o destino
Garota do outono eu não serei mais

Voltará
O desejo de correr
Vestidos assim poderíamos ser os protagonistas de qualquer filme
Voltarei, eu
Voltará, você
Voltarão as modas
As músicas de verão
Mas eu serei a mesma
Se você estiver

Voltará
O desejo de correr
Se me olhar assim podemos ser
A primeira fila do último filme
Voltarei, eu
Voltará, você
Voltarão em setembro
As praias desertas
Mas eu serei a mesma
Se você estiver

Reservarei o seu bom humor
E um quarto com vista

Eu serei a mesma
Voltarei, eu
Voltará, você
Mudarão as modas
As músicas de verão
Mas eu serei a mesma
Se você estiver

Mas eu serei a mesma
Se você estiver

Voltarei, eu
Voltará, você
Voltarão em setembro
As praias desertas
Mas eu serei a mesma
Se você estiver

Enviada por Rafael e traduzida por Rafael.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Alessandra Amoroso

Ver todas as músicas de Alessandra Amoroso