Brasileirinho

Ademilde Fonseca

O brasileiro quando é do choro
É entusiasmado quando cai no samba,
Não fica abafado e é um desacato
Quando chega no salão. (Bis)

Não há quem possa resistir
Quando o chorinho brasileiro faz sentir,
Ainda mais de cavaquinho,
Com um pandeiro e um violão
Na marcação.(bis)

Brasileirinho chegou e a todos encantou,
Fez todo mundo dançar
A noite inteira no terreiro
Até o sol raiar.
E quando o baile terminou
A turma não se conformou:
Brasileirinho abafou!
Até o velho que já estava encostado
Neste dia se acabou!
Para falar a verdade, estava conversando
Com alguém de respeito
E ao ouvir o belo choro
Eu dei logo um jeito e deixei o camarada
Falando sozinho.(aha hu vai!)
Gostei, dancei pulei, gritei até me acabei
E nunca mais esquecerei da nossa rainha do xorinho "Ademilde Fonseca"

O brasileiro quando é do choro
É entusiasmado quando cai no samba,
Não fica abafado e é um desacato
Quando chega no salão.(bis)

Não há quem possa resistir
Quando o chorinho brasileiro faz sentir,
Ainda mais de cavaquinho,
Com um pandeiro e um violão
Na marcação.(bis)

Este brasileirinho chegou e a todos encantou,
Fez todo mundo dançar
A noite inteira no terreiro
Até o sol raiar.
E quando o baile terminou
A turma não se conformou:
Brasileirinho abafou!
Até o velho que já estava encostado
Neste dia se acabou!(diz)
Para falar a verdade, estava conversando
Com alguém de respeito
E ao ouvir o belo choro
Eu dei logo um jeito e deixei o camarada
Falando sozinho.
Gostei, dancei, pulei, gritei até me acabei
E nunca mais esquecerei do tal xorinho "Brasileirinho"

Composição: Waldir Azevedo
Enviada por Michel. Revisão por Ana.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Ademilde Fonseca

Ver todas as músicas de Ademilde Fonseca